27 de May de 2022
nombre generico prensa latina

notícia

nombre generico prensa latina
Bandera portugal
Edição Portuguesa

NOTICIAS

Municípios de Cuba e França cooperam para romper bloqueio dos EUA

Municípios de Cuba e França cooperam para romper bloqueio dos EUA

Havana, 6 abr (Prensa Latina) Municípios de Cuba e França se unem hoje por meio de projetos de cooperação para romper o cerco do bloqueio econômico, comercial e financeiro dos Estados Unidos contra o povo cubano.
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email

A visita até esta quinta-feira de uma missão da associação Cuba Cooperação França (CubaCoop) mostra as possibilidades de avançar em áreas como soberania alimentar, esportes e mitigação das mudanças climáticas, apesar dos crescentes obstáculos do cerco econômico a Washington.

O presidente da CubaCoop, Víctor Fernández, disse com exclusividade à Prensa Latina que o objetivo desta visita é avaliar o andamento dos programas em andamento e explorar oportunidades de negócios para municípios e empresários franceses.

Acrescentou que existem vários acordos de cooperação descentralizada entre territórios cubanos e franceses com resultados animadores em vários setores de Havana, Matanzas, Cienfuegos, Santiago de Cuba.

Fernández informou que nestes dias realizaram reuniões com autoridades governamentais cubanas, produtores e empresas importadoras para o desenvolvimento de negócios vinculados à soberania alimentar de Cuba, e se concordou em continuar examinando a possibilidade de chegar a acordos comerciais de interesse mútuo, explicou.

Avaliou que 24 municípios da nação europeia deram o seu acordo para receber os atletas cubanos que integram a delegação da ilha aos Jogos Olímpicos de Paris 2024, bem como as equipes que realizam bases de treinamento e preparação ou participam de eventos classificatórios.

A CubaCoop foi fundada em 1995 para condenar o bloqueio e favorecer a cooperação econômica e cultural, levando em conta que existem laços históricos entre os dois países que muitos franceses desconhecem e que implica falar permanentemente sobre a realidade cubana, seja em atos ou o sistema de informações que reunimos e que foi criado dentro da associação.

Esse conjunto de medidas coercitivas que dura mais de seis décadas impôs inúmeros obstáculos ao trabalho da CubaCoop em Cuba, fundamentalmente no campo financeiro, como a recusa de dois bancos franceses de enviar fundos a Cuba por medo de ser sancionado.

Fernandez disse que quando realizam licitações para a compra de equipamentos, em muitos casos as empresas francesas que têm participação norte-americana se recusam a vendê-los se o destino for Cuba, por medo de perder sua licença, o que os obrigou a buscar alternativas em lugares mais distantes.

“O bloqueio é uma realidade até para nós, por isso temos que ter cuidado com a forma como executamos algumas coisas porque podem até bloquear o nosso acesso a fundos como tem acontecido”, acrescentou.

A CubaCoop conta com 15 comitês e mais de 500 membros em toda a França e tem entre seus planos para este ano convocar um fórum europeu de associações de cooperação com Cuba para estabelecer alianças que favoreçam a implementação de projetos em setores-chave para a economia cubana.

Desde março, uma delegação da associação de solidariedade francesa visita entidades e instituições cubanas para fortalecer os acordos de colaboração, incluindo o Escritório do Historiador de Havana, a Casa Victor Hugo e a agência de notícias latino-americana Prensa Latina.

Um dos resultados mais significativos será a homenagem que oferecerão a Eusebio Leal durante a semana latino-americana da UNESCO, em maio, que inclui um painel sobre o destacado intelectual cubano e uma exposição fotográfica.

oda/jfs/cm

minuto por minuto
NOTAS RELACIONADAS
ÚLTIMO MINUTO
Logo Horizontal Prensa LAtina

© 2016-2021 Prensa Latina
Agência Latino-americana de Notícias

Rádio – Publicações – Vídeos – Notícias a cada minuto.
Todos os Rigts Reservados.

Rua E No 454, Vedado, Havana, Cuba.
Telefones: (+53) 7 838 3496, (+53) 7 838 3497, (+53) 7 838 3498, (+53) 7 838 3499
Prensa Latina © 2021.