25 de May de 2022
nombre generico prensa latina

notícia

nombre generico prensa latina
Bandera portugal
Edição Portuguesa

NOTICIAS

Cientistas exigem ações na Espanha contra as mudanças climáticas

Cientistas exigem ações na Espanha contra as mudanças climáticas

Madrid, 6 de abr (Prensa Latina) Mais de uma centena de pesquisadores e cientistas espanhóis realizaram hoje uma ação de desobediência civil no Congresso Nacional, alertando para a catástrofe climática.
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email

Inúmeros profissionais da ciência e da academia jogaram tinta vermelha na fachada do Congresso dos Deputados, para tornar visível com sangue falso e biodegradável o crime que envolve décadas de inação climática.

Renomadas personalidades espanholas como Fernando Valladares e Jorge Reichmann correram o risco de serem presos para alertar o resto da sociedade sobre a catástrofe climática que ameaça toda a humanidade.

De acordo com o movimento internacional denominado Rebelião Científica, este evento está incluído na semana de ações em mais de 25 países contra o aquecimento global da atmosfera.

O grupo exigiu compromissos firmes, efetivos e imediatos dos líderes políticos, além de conscientizar os cidadãos sobre o que já constava no relatório do painel de especialistas das Nações Unidas, publicado na íntegra em 4 de abril.

O sangue vermelho derramado simboliza o estado de trágica emergência estabelecido pelo sexto relatório do IPCC (Painel Intergovernamental sobre Mudanças Climáticas), e que o secretário-geral da ONU chamou de “código vermelho” que, se não for posto em prática, nos leva a “um caminho suicida para a humanidade”.

A Rebelião Científica é um movimento formado por pessoas pertencentes à comunidade científica e acadêmica, que em 2020 decidiu agir diante da inação política diante da crise climática e ecológica.

De 4 a 9 de abril, a Rebelião Científica organiza uma semana de mobilização internacional em 25 países com greves acadêmicas, divulgações científicas, ocupações universitárias e ações de desobediência civil.

Na Espanha, mais de mil pessoas já assinaram o manifesto “Rebeldes da ciência”, publicado pelo jornal El País, que detalha:

“Convidamos toda a comunidade científica, todos os grupos e atores sociais e todos os cidadãos, a agir. Chegou a hora de exigir mudanças que, se não produzidas, causarão um sofrimento inimaginável.

Um sofrimento que pode ser evitado. Só se aceitarmos que nosso maravilhoso planeta tem limites e que somos nós que temos que nos adaptar a eles.”

A Rebelião Científica pede ao governo espanhol que transforme as recomendações consensuais da comunidade científica em objetivos vinculantes, com mecanismos institucionais que garantam a participação real dos cidadãos, conforme previsto no acordo europeu de Aarhus desde 2005.

oda/ft / fav

minuto por minuto
NOTAS RELACIONADAS
ÚLTIMO MINUTO
Logo Horizontal Prensa LAtina

© 2016-2021 Prensa Latina
Agência Latino-americana de Notícias

Rádio – Publicações – Vídeos – Notícias a cada minuto.
Todos os Rigts Reservados.

Rua E No 454, Vedado, Havana, Cuba.
Telefones: (+53) 7 838 3496, (+53) 7 838 3497, (+53) 7 838 3498, (+53) 7 838 3499
Prensa Latina © 2021.