26 de May de 2022
nombre generico prensa latina

notícia

nombre generico prensa latina
Bandera portugal
Edição Portuguesa

NOTICIAS

Abordarão a situação na Ucrânia na ONU, mas não atenderão a Rússia

ONU, Consejo Seguridad, situación, Ucrania, Rusia

Abordarão a situação na Ucrânia na ONU, mas não atenderão a Rússia

Nações Unidas, 5 abr (Prensa Latina) O Conselho de Segurança da ONU abordará hoje o conflito na Ucrânia, conforme solicitado por aquele país em carta enviada à organização, mas não atenderá ao pedido da Rússia de analisar os êxitos na cidade de Bucha.
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email

Um primeiro rascunho do programa para este mês no Conselho incluiu ambos os pedidos, mas na versão final do documento aparece apenas a agenda da sessão que a representação de Kiev solicitou.

O embaixador russo nas Nações Unidas, Vasili Nebenzia, considerou inconcebível a recusa do Reino Unido – na presidência rotativa do órgão neste mês – de convocar uma reunião especial sobre os sucessos na cidade ucraniana de Bucha.

“O que aconteceu ontem e hoje não tem precedentes na história da ONU”, enfatizou, referindo-se à oposição contínua de Londres.

Segundo a imprensa credenciada à organização multilateral, Moscou pretende apresentar ao Conselho de Segurança questões que demonstrem que as declarações ocidentais sobre o que supostamente aconteceu em Bucha são falsas.

Nebenzia indicou que a mídia ocidental quer desacreditar as forças armadas da Rússia e exercer pressão política sobre o país.

No último sábado à noite foram divulgadas várias imagens de corpos estendidos nas ruas desta cidade ucraniana, de onde as tropas russas se retiraram em 30 de março.

O Ministério da Defesa russo denunciou que se tratava de uma “encenação” criada pelos meios ocidentais.

A procuradora-geral da Ucrânia, Irina Venedíktova, disse que 410 corpos de civis foram encontrados nos arredores de Kiev.

No entanto, as autoridades russas descreveram a montagem e provocação das imagens publicadas, negando que a população civil tenha sofrido abusos enquanto a cidade permaneceu sob o controle de suas tropas.

Os países ocidentais, por sua vez, apontam o dedo acusador para Moscou e acusações de crimes de guerra contra civis ucranianos.

Para o máximo representante das Nações Unidas, António Guterres, urge uma investigação independente sobre o que aconteceu na Bucha, e a Missão de Observação dos Direitos Humanos anunciou que vai visitar esta cidade o mais rapidamente possível.

O ministro das Relações Exteriores da Rússia, Sergei Lavrov, destacou que a situação em Bucha é uma encenação que Ocidente e a Ucrânia transmitem nas redes sociais, o que pode constituir uma provocação.

Da mesma forma, ele apontou a capacidade do Reino Unido -na qualidade de presidente este mês do Conselho de Segurança- para abordar objetivamente o conflito na Ucrânia.

Da mesma forma, o Kremlin denunciou como repetidamente na sessão deste Conselho, quando abordou o conflito na Ucrânia que se ignorou os anos de agressão de Kiev na região de Donbass.

acl/ifb/cm

minuto por minuto
NOTAS RELACIONADAS
ÚLTIMO MINUTO
Logo Horizontal Prensa LAtina

© 2016-2021 Prensa Latina
Agência Latino-americana de Notícias

Rádio – Publicações – Vídeos – Notícias a cada minuto.
Todos os Rigts Reservados.

Rua E No 454, Vedado, Havana, Cuba.
Telefones: (+53) 7 838 3496, (+53) 7 838 3497, (+53) 7 838 3498, (+53) 7 838 3499
Prensa Latina © 2021.