19 de May de 2022
nombre generico prensa latina

notícia

nombre generico prensa latina
Bandera portugal
Edição Portuguesa

NOTICIAS

Exposição na Suíça evoca lenda da icônica Enriqueta Favez

Exposição na Suíça evoca lenda da icônica Enriqueta Favez

Lausanne, Suíça, 31 de mar (Prensa Latina) Nascida nesta cidade, Enriqueta Favez retorna hoje à sua terra natal transformada em lenda e protagonista de uma exposição instalada aqui no Palais de Rumine, que evoca as transgressões desta mulher à frente do seu tempo.
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email

Até 1º de maio, a exposição intitulada Entre gêneros e mundos Dr. Favez (1791-1856): Lausana Baracoa New Orleans, recria vários momentos da vida da médica.

Ela foi acusada em Cuba em 1823 por exercer sua profissão, casar-se com uma mulher e viver as prerrogativas de um homem, explicou à Prensa Latina o historiador cubano Julio César González-Pagés.

Autor do livro Por andar vestido de homem e fundador da Rede Ibero-Americana e Africana de Masculinidades (RIAM), o escritor abriu as portas para a vida de Favez nos anos 1990.

Desde então, promove a ampla representação de sua carreira no cinema, teatro, música e artes visuais, como a escultura em tamanho real criada por José Villa Soberón e suas réplicas.

O projeto expositivo reúne uma seleção de imagens e documentos dispostos em 16 cartazes.

Conta com o apoio da Agência Suíça para o Desenvolvimento e Cooperação, o Museu Cantonal de Arqueologia e História, a embaixada cubana na nação suíça e seu assessor para assuntos políticos, econômicos e culturais, Lorenzo Suárez, e a curadora Neida Peñalver.

A proposta, inserida no programa de ações que acontecem na cidade para comemorar sua história, apresenta o desafio de retratar as vivências de uma pessoa que, no século XIX, afirmou uma identidade de gênero diferente daquela que lhe foi atribuída. ao nascer”, indicam as palavras introdutórias da iniciativa.

Apesar de ter sido batizada como Henriette, Enrique Favez assumiu uma identidade masculina aos 18 anos para estudar medicina, ingressou no exército napoleônico e se estabeleceu como cirurgião em Cuba, onde se casou com Juana de León, até que sua carreira deu uma guinada para um julgamento que o condenou “por se vestir como um homem”.

Seus últimos anos foram passados em Nova Orleans, Estados Unidos, onde viveu em um convento como Irmã Madalena e ofereceu serviços de saúde aos pobres, antes de trabalhar como missionária no México.

jf/lbl / fav

minuto por minuto
NOTAS RELACIONADAS
ÚLTIMO MINUTO
Logo Horizontal Prensa LAtina

© 2016-2021 Prensa Latina
Agência Latino-americana de Notícias

Rádio – Publicações – Vídeos – Notícias a cada minuto.
Todos os Rigts Reservados.

Rua E No 454, Vedado, Havana, Cuba.
Telefones: (+53) 7 838 3496, (+53) 7 838 3497, (+53) 7 838 3498, (+53) 7 838 3499
Prensa Latina © 2021.