25 de May de 2022
nombre generico prensa latina

notícia

nombre generico prensa latina
Bandera portugal
Edição Portuguesa

NOTICIAS

Movimento dominicano de mulheres rejeita o neoliberalismo

movimento-dominicano-de-mulheres-rejeita-o-neoliberalismo

Movimento dominicano de mulheres rejeita o neoliberalismo

Santo Domingo, 8 mar (Prensa Latina) Mulheres dominicanas de esquerda e feministas se manifestaram hoje nesta capital contra a ascensão do neoliberalismo no mundo, promovido pelos Estados Unidos e pela Europa.
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email

Em um comunicado por ocasião do Dia Internacional da Mulher, as mulheres se chocaram contra a nação do norte e outros países capitalistas por tentarem impor o neoliberalismo e suas regras de “livre comércio”, independentemente do desenvolvimento humano, respeito e democratização dos recursos do planeta.

O neoliberalismo, aponta o documento, vende e privatiza a água e entrega nossa riqueza a multinacionais como a Barrick Gold (empresa mineira), que hoje pretende danificar seriamente o ecossistema desta nação com a barragem de rejeitos.

Da mesma forma, a aliança sistêmica neoliberal enfraquece e procura administrar completamente o movimento feminista, impondo-lhe sua agenda através de agências de cooperação internacional, acrescenta.

O texto também critica os laços criminosos entre o patriarcado e o capital que se manifestam em diferentes facetas.

Isto leva a um ressurgimento do fascismo e ao fortalecimento da direita e da extrema direita, como vimos no Brasil, no golpe de Estado na Bolívia, e aqui, com imposições religiosas, apoiadas pelos meios de comunicação de massa, aponta.

Acrescenta que a discriminação persistente contra as mulheres, incluindo a discriminação racial, se expressa em países menos desenvolvidos e dependentes, em maior desemprego, salários baixos e maior violência de gênero.

Tanto que em 2021 e em meio à pandemia de Covid-19, 152 mulheres foram vítimas de feminicídio, diz a declaração.

Finalmente, refutaram as promessas dos governos neoliberais de alcançar uma suposta igualdade entre os sexos, “nunca possível dentro do sistema capitalista patriarcal” e apelaram para esforços para revitalizar o movimento feminista, alcançando sua autonomia e terminando sua dispersão.

Neste 8 de março endossamos a memória feminista, as mulheres trabalhadoras, camponesas, resistências que seguram alto suas bandeiras de luta e continuam com reivindicações e propostas políticas destinadas a garantir a continuidade de uma nova sociedade, concluiu o texto.

gas/ema/bm

minuto por minuto
NOTAS RELACIONADAS
ÚLTIMO MINUTO
Logo Horizontal Prensa LAtina

© 2016-2021 Prensa Latina
Agência Latino-americana de Notícias

Rádio – Publicações – Vídeos – Notícias a cada minuto.
Todos os Rigts Reservados.

Rua E No 454, Vedado, Havana, Cuba.
Telefones: (+53) 7 838 3496, (+53) 7 838 3497, (+53) 7 838 3498, (+53) 7 838 3499
Prensa Latina © 2021.