2 de July de 2022
nombre generico prensa latina

notícia

nombre generico prensa latina
Bandera portugal
Edição Portuguesa

NOTICIAS

Propõe-se nacionalizar empresas estrangeiras que saiam da Rússia

Propõe-se nacionalizar empresas estrangeiras que saiam da Rússia

Moscou, 7 mar (Prensa Latina) O secretário geral do partido Rússia Unida, Andrei Turchak, disse hoje que seu partido propõe nacionalizar os bens das empresas ocidentais que fecham seus negócios no país durante a operação militar na Ucrânia.
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email

O primeiro vice-presidente do Conselho da Federação (câmara alta do parlamento) chamou a ação dessas empresas de “falência deliberada”, informou o serviço de imprensa do partido.

“O Ocidente desencadeou uma guerra de sanções contra a Rússia, não apenas a nível governamental, mas também a nível empresarial. Algumas empresas estão anunciando sua retirada da Rússia e o fechamento de suas empresas. Ultimamente, as finlandesas Valio e Paulig o anunciaram, Fazer fez o mesmo no dia anterior”, disse ele.

Turchak enfatizou que tais medidas levam à demissão de um grande número de trabalhadores russos durante a noite, além de minar suas próprias economias.

Ele enfatizou que a principal tarefa do país é salvar empregos e não permitir que a economia e o potencial de produção nacional sejam destruídos a partir de dentro.

“Esta é uma verdadeira guerra, travada não apenas contra a Rússia como um todo, mas contra seus cidadãos. Não ficaremos de braços cruzados. Tomaremos duras medidas de retaliação, agindo de acordo com as leis do tempo de guerra”, disse ele.

A Rússia lançou uma operação militar na Ucrânia em 24 de fevereiro depois que as autoridades das autoproclamadas repúblicas populares de Donetsk (DPR) e Lugansk (LPR) pediram ajuda para repelir a agressão de Kiev.

Anteriormente, Moscou reconheceu a independência e soberania de ambos os territórios e assinou tratados de amizade, cooperação e assistência mútua com seus líderes, incluindo o estabelecimento de relações diplomáticas e assistência militar.

O presidente russo Vladimir Putin, informando o público sobre o início da operação, disse que o objetivo era proteger o povo do Donbass dos abusos e genocídio de Kiev nos últimos oito anos e “desmilitarizar” a Ucrânia.

Enquanto isso, os EUA, Reino Unido, Canadá, Japão e países da UE impuseram novas sanções à Rússia, visando setores-chave do comércio, finanças, energia, exportações e aviação.

As medidas incluíram a desconexão de alguns bancos da plataforma de pagamentos internacionais Swift, o fechamento do espaço aéreo para suas companhias aéreas e o congelamento das reservas internacionais do banco central da Rússia.

rgh/mml/vmc

minuto por minuto
NOTAS RELACIONADAS
ÚLTIMO MINUTO
Logo Horizontal Prensa LAtina

© 2016-2021 Prensa Latina
Agência Latino-americana de Notícias

Rádio – Publicações – Vídeos – Notícias a cada minuto.
Todos os Rigts Reservados.

Rua E No 454, Vedado, Havana, Cuba.
Telefones: (+53) 7 838 3496, (+53) 7 838 3497, (+53) 7 838 3498, (+53) 7 838 3499
Prensa Latina © 2021.