24 de May de 2022
nombre generico prensa latina

notícia

nombre generico prensa latina
Bandera portugal
Edição Portuguesa

NOTICIAS

Sete civis mortos no Donbass por ataques de Kiev

Muertos-300x169

Sete civis mortos no Donbass por ataques de Kiev

Moscou, 26 fev (Prensa Latina) Sete civis foram mortos ontem nas Repúblicas Populares de Donetsk (DPR) e Lugansk (LPR) pelas tropas ucranianas, informou hoje Rodion Mirozhnik, o representante da LPR no subgrupo humanitário de Donbass.
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email

Em seu canal do Telegram, o oficial publicou que outras 15 pessoas foram feridas por bombardeios das formações militares de Kiev.

No início da manhã de quinta-feira, a Rússia lançou uma operação militar na região autônoma ucraniana do Donbass, depois que as autoridades desses territórios pediram ajuda para repelir a agressão de Kiev.

Em 21 de fevereiro, Moscou reconheceu a independência e a soberania de DPR e de LPR e assinou tratados de amizade, cooperação e assistência mútua com seus líderes, incluindo o estabelecimento de relações diplomáticas e assistência militar.

As informações sobre o início do ataque foram relatadas pelo Presidente Vladimir Putin em um discurso televisionado, no qual ele disse que a Rússia tentará proteger a população do Donbass e “desmilitarizar” a Ucrânia.

Ele instou os militares ucranianos a deporem suas armas e advertiu sobre a possibilidade de uma resposta imediata no caso de tentativas de intervenção externa na situação.

As Forças Armadas russas lançaram os ataques à infraestrutura militar, instalações de defesa aérea, aeródromos e aviação militar com armas de alta precisão. O Ministério da Defesa enfatizou que a população civil da Ucrânia não está sob ameaça.

Em vista da situação atual, o governo ucraniano decretou a lei marcial no país, pediu ajuda financeira e humanitária da comunidade internacional e exigiu sanções e “isolar a Rússia por todos os meios e em todos os formatos”.

Segundo Putin, a Rússia não planeja ocupar territórios ucranianos, mas defender o direito do povo ucraniano à autodeterminação.

Ele também reiterou que Moscou não pode permitir que Kiev adquira armas nucleares e se militarize ainda mais, o que é um perigo para a segurança do país. Ele enfatizou que a expansão contínua da OTAN para o leste era inaceitável.

msm/mml/vmc

minuto por minuto
NOTAS RELACIONADAS
ÚLTIMO MINUTO
Logo Horizontal Prensa LAtina

© 2016-2021 Prensa Latina
Agência Latino-americana de Notícias

Rádio – Publicações – Vídeos – Notícias a cada minuto.
Todos os Rigts Reservados.

Rua E No 454, Vedado, Havana, Cuba.
Telefones: (+53) 7 838 3496, (+53) 7 838 3497, (+53) 7 838 3498, (+53) 7 838 3499
Prensa Latina © 2021.