21 de May de 2022
nombre generico prensa latina

notícia

nombre generico prensa latina
Bandera portugal
Edição Portuguesa

NOTICIAS

Rússia destrói mais de 800 alvos militares ucranianos

Ucrania1-1-300x169

Rússia destrói mais de 800 alvos militares ucranianos

Moscou, 26 fev (Prensa Latina) O Ministério da Defesa russo informou hoje que suas forças armadas desativaram 821 artefatos da infraestrutura militar da Ucrânia como parte da operação especial decretada pelo Presidente Vladimir Putin.
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email

O porta-voz do Ministério da Defesa, Igor Konashenkov, disse que 14 aeroportos militares, 19 centros de comando e comunicação, 24 sistemas de defesa aérea S-300 e Osa e 48 radares foram destruídos durante a operação.

O exército russo também abateu sete aviões de caça, um número igual de helicópteros e nove UAVs ucranianos, disse ele.

“As unidades das Forças Armadas russas estabeleceram controle total sobre a cidade de Melitopol. O pessoal militar está tomando todas as medidas para garantir a segurança dos civis e excluir provocações de serviços especiais e nacionalistas ucranianos”, disse o porta-voz.

Konashenkov acrescentou que as tropas das Repúblicas Populares de Donetsk e Lugansk (DPR e LPR) nas últimas 24 horas expandiram as áreas de penetração nas defesas do inimigo e continuam a desenvolver a ofensiva com sucesso.

Ele disse que as tropas da LPR avançaram a uma profundidade de 30 quilômetros e apreenderam os assentamentos de Bakhmutovka e Grechishkino, enquanto as unidades da DPR avançaram mais seis quilômetros na direção de Novomayskoye.

“Os batalhões nacionalistas em retirada estão explodindo subestações elétricas e pontes sobre rios em seu caminho”, disse Kanashenkov, enfatizando que os militares russos não estão realizando ataques às cidades ucranianas, mas apenas utilizando meios de alta precisão para desativar a infraestrutura militar da Ucrânia.

O chefe adjunto do departamento de defesa republicano em Donetsk, Eduard Basurin, anunciou que foi criado um corredor humanitário para o pessoal militar ucraniano que depôs suas armas para sair da zona de combate, e que estão recebendo alimentos e cuidados médicos.

Em 21 de fevereiro, Moscou reconheceu a independência e a soberania do LPR e do DPR e assinou tratados de amizade, cooperação e assistência mútua com os líderes de ambos os territórios, o que incluiu o estabelecimento de relações diplomáticas e assistência militar.

A informação sobre o início da operação militar especial foi dada pelo Presidente Vladimir Putin em 24 de fevereiro em um discurso televisionado, no qual ele disse que a Rússia tentará proteger a população de Donbass e “desmilitarizar” a Ucrânia.

msm/odf/vmc

minuto por minuto
NOTAS RELACIONADAS
ÚLTIMO MINUTO
Logo Horizontal Prensa LAtina

© 2016-2021 Prensa Latina
Agência Latino-americana de Notícias

Rádio – Publicações – Vídeos – Notícias a cada minuto.
Todos os Rigts Reservados.

Rua E No 454, Vedado, Havana, Cuba.
Telefones: (+53) 7 838 3496, (+53) 7 838 3497, (+53) 7 838 3498, (+53) 7 838 3499
Prensa Latina © 2021.