10 de August de 2022
nombre generico prensa latina

notícia

nombre generico prensa latina
Bandera portugal
Edição Portuguesa

NOTICIAS

Código da Felicidade na Família, novidade para a lei em Cuba

Cuba, código, familias, nueva, ley

Código da Felicidade na Família, novidade para a lei em Cuba

Havana, 22 de fev(Prensa Latina) Entre as novidades do projeto do Código da Família em Cuba está a introdução pela primeira vez no direito nacional do princípio da busca da felicidade.
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email

Recolhido nas disposições preliminares, concretamente no artigo 3.º do documento, este princípio estabelece que a todo o momento se procurará a solução mais adequada quanto à realização da pessoa.

Isso foi confirmado pelo presidente da Sociedade Cubana de Direito Civil e de Família, Leonardo Pérez Gallardo, durante o programa We Make Cuba em rede nacional.

A esse respeito, a professora titular da Faculdade de Direito da Universidade de Havana, Ana María Álvarez, destacou que a busca da felicidade e as demais instituições do chamado código de alternativas se adaptam a cada situação específica que está sendo analisada . .

Outros princípios defendidos pelo artigo 3º do projeto são a pluralidade, igualdade e não discriminação, solidariedade, bem como o melhor interesse de crianças e adolescentes.

Sobre este último, o jurista Yuliesky Amador destacou em suas redes sociais que ele é aplicado em todas as áreas em que os menores atuam: famílias, escolas, comunidades, processos administrativos e judiciais.

“Isso implica que aqueles que têm a responsabilidade de tomar decisões relacionadas a bebês devem escolher a opção que melhor protege seus direitos”, escreveu ele.

Precisamente os juristas têm defendido a aplicação deste princípio ao analisar a guarda e proteção dos filhos, uma das formas mais amplas de expressão da responsabilidade parental.

Pérez Gallardo assegurou que o projeto do Código da Família rompe com os esquemas de guarda e cuidado atualmente em vigor.

“Enquanto atualmente se entende apenas a guarda unilateral, que dá preferência à mulher como mãe, no novo documento há uma variedade de opções como guarda compartilhada e cuidados”, explicou.

Para o Dr. Álvarez, é um conceito interessante porque promove a corresponsabilidade: “sob o princípio da igualdade de condições, meninas e meninos podem desfrutar de momentos idênticos de companhia, ficar e compartilhar com pais e mães”.

Em sua opinião, cada vez mais homens cubanos estão envolvidos e precisam estar em pé de igualdade com seus filhos.

“Isso é avaliado com base na situação específica e no que mais beneficia o menor, no caso de crianças que têm a maturidade necessária para evidenciar seus interesses, sua oposição em relação a essas questões pode ser ouvida”, acrescentou.

A especialista ressaltou que não se trata de fazer o que eles querem, mas ressaltou que quando todos estão envolvidos na tomada de decisão, é muito mais fácil a solução fluir.

A responsabilidade parental e a autonomia progressiva são dois dos conceitos que mais têm gerado debates na população sobre a consulta popular que se realiza sobre o projeto até ao próximo dia 30 de abril em todo o país.

mem/idm/glmv

minuto por minuto
NOTAS RELACIONADAS
ÚLTIMO MINUTO
Logo Horizontal Prensa LAtina

© 2016-2021 Prensa Latina
Agência Latino-americana de Notícias

Rádio – Publicações – Vídeos – Notícias a cada minuto.
Todos os Rigts Reservados.

Rua E No 454, Vedado, Havana, Cuba.
Telefones: (+53) 7 838 3496, (+53) 7 838 3497, (+53) 7 838 3498, (+53) 7 838 3499
Prensa Latina © 2021.