27 de June de 2022
nombre generico prensa latina

notícia

nombre generico prensa latina
Bandera portugal
Edição Portuguesa

NOTICIAS

Sinecio Cuétara explora labirintos pictóricos contemporâneos em Cuba

Sinecio Cuétara explora labirintos pictóricos contemporâneos em Cuba

Por Liz Arianna Bobadilla León
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email

Havana, 14 fev (Prensa Latina) Capaz de entrar nos labirintos escondidos de uma tela em branco até encontrar uma saída cheia de cor, luz, formas e sonhos, Sinecio Cuétara hoje percorre com maestria os caminhos da pintura cubana.

Desde a infância Cuétara traçou o caminho para uma jornada de exploração de significados, estética e identidade que o levou a descobrir suas preocupações entre paisagens e abstração, com seu claro-escuro e diversidade de formas.

Como o artista confessou à Prensa Latina, ter nascido em uma cidade (Palenque) em Consolación de Sur, na província ocidental de Pinar del Río, tornou-se um elemento essencial para explorar o mundo criativo, primeiro construindo seus próprios brinquedos e depois imaginando cenários a partir de sua casa, cercada por vegetação.

Em Palenque, Cuétara encontrou “o amor pelo tridimensional e o gosto pelas cores maravilhosas dessa natureza e seus aromas a cada nascer do sol”, enquanto suas viagens à cidade lhe ofereciam uma perspectiva diferente e ampliavam seus horizontes.

“Foi assim que os meus primeiros rabiscos começaram como uma brincadeira de criança, de desenhos no chão e de mundos fantásticos na areia, o pátio da casa tornou-se o palco do meu imaginário mágico onde tudo encontra harmonia”, salientou o também escultor nascido em 1967.

Licenciado em Educação Artística pelo Instituto Superior Pedagógico Enrique José Varona, Cuétara exibe uma carreira prolífica. Uma quinzena de exposições pessoais, dezenas de exposições coletivas na Espanha, Estados Unidos, Coreia do Sul, Panamá, México e Colômbia, entre outras nações, atestam isso, enquanto sua obra permanece em coleções particulares em vários países.

O percurso da fase de estudante até aos dias de hoje foi marcado por “descobertas e conhecimentos, utopias, amor e família”, recordou o criador, ao mesmo tempo que destacou a presença insubstituível da sua companheira de viagem, Alicia de la Campa Pak.

Aliados às aventuras da vida e da criação, “começamos por semear e depois germinar projetos que formam o mapa dos rastros à medida que percorremos este difícil mas insubstituível caminho da criação plástica e dos seus labirintos que vão moldando a obra”.

O século XXI constituiu uma janela para novos estilos, o trabalho paisagístico mudou para outras vertentes até integrar coleções literárias de grande relevância na ilha, como Pintura Abstrata em Cuba: 100 Artistas Abstratos Cubanos e Abstração na Pintura Cubana: 126 Pintores Cubanos Abstrato, não figurativo, não-objetual: Volume II, de Luis García Peraza.

Com efeito, “meus inícios foram na paisagem, gênero que cultivo até hoje e a abstração brotou organicamente em minhas telas como resultado de uma viagem a uma exposição no México em 2003”, e depois foi nutrida pelo próprio trabalho, trocas com criadores e outras expressões artísticas como cinema, teatro, literatura e dança.

“Você se submerge nas profundezas de um sonho, é um nascer do sol diário, você se conecta com o pulso da vida que você descobre nessa caminhada, nessa batalha deliciosa que é a criação, tudo isso compartilhado com minha cúmplice: Alicia”. Precisamente, essa jornada de exploração levou suas telas a importantes etapas da arte contemporânea na nação caribenha como meia dúzia de edições da Bienal de Havana, que acontece até 30 de abril.

Da mesma forma, Cuétara se define como um fiel defensor da identidade cubana, sua marca está presente em cada pincelada porque “sou cubano e moro em Cuba, por causa de minhas origens, porque sou parte da riqueza desta cidade (Havana) que me acolheu como filho, estamos de onde viemos e aí estão nossas raízes: um arco-íris de cores”.

Nesse sentido, destacam-se as exposições pessoais Construções Imaginárias, Cidade Reinventada, Um lugar no mundo ou Contraponto, realizadas na última década, bem como Voar, Encontro, Ars longa, vita brevis, Pegadas na Cidade e 500 x 500 , dedicado à capital da ilha, fonte de inspiração para múltiplos projetos.

Da cidade de Havana, que o acolheu e o seduziu a cada bater das ondas no calçadão, Cuétara continua sua jornada, para continuar descobrindo os labirintos escondidos em uma tela em branco.

jf/lbl/ls

minuto por minuto
NOTAS RELACIONADAS
ÚLTIMO MINUTO
Logo Horizontal Prensa LAtina

© 2016-2021 Prensa Latina
Agência Latino-americana de Notícias

Rádio – Publicações – Vídeos – Notícias a cada minuto.
Todos os Rigts Reservados.

Rua E No 454, Vedado, Havana, Cuba.
Telefones: (+53) 7 838 3496, (+53) 7 838 3497, (+53) 7 838 3498, (+53) 7 838 3499
Prensa Latina © 2021.