28 de May de 2022
nombre generico prensa latina

notícia

nombre generico prensa latina
Bandera portugal
Edição Portuguesa

NOTICIAS

ONU denuncia a morte de palestinos idosos por ações israelenses

onu-denuncia-a-morte-de-palestinos-idosos-por-acoes-israelenses

ONU denuncia a morte de palestinos idosos por ações israelenses

Ramallah, 28 jan (Prensa Latina) O Escritório das Nações Unidas para a Coordenação de Assuntos Humanitários (OCHA) denunciou hoje a morte de três palestinos idosos em operações do exército israelense em apenas 15 dias.
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email

Em seu relatório quinzenal regular sobre a proteção de civis nos territórios ocupados, OCHA observou que em 12 de janeiro, Omar Abdel Majid Asad, de 80 anos de idade, morreu de ataque cardíaco após sua prisão e subsequente espancamento por soldados de Tel Aviv.

De acordo com testemunhas, Asad estava a caminho de casa de visitar parentes quando os homens fardados pararam seu veículo e o levaram, vendaram, espancaram, algemaram e depois o abandonaram em um prédio em construção.

Quando os militares deixaram a área, os residentes correram para o local e encontraram o homem idoso morto.

Cinco dias depois, Suleiman Al Hathlin, 75 anos, morreu de ferimentos sofridos após ser atropelado por um caminhão conduzido por um colono na aldeia de Masafer Yatta.

Al Hathilin estava tentando parar uma operação policial israelense para apreender carros palestinos quando foi atropelado pelo veículo.

Em 24 de janeiro, as forças israelenses entraram no campo de refugiados de Qalandia ao norte de Jerusalém, onde abriram fogo com munições vivas, balas de borracha e latas de gás lacrimogêneo sobre os manifestantes palestinos, criticada pela OCHA.

Durante o ataque, várias bombas de gás lacrimogêneo aterrissaram dentro de um centro de saúde administrado pela Agência das Nações Unidas de Assistência aos Refugiados da Palestina no Oriente Próximo (Unrwa), destacou o texto.

Como resultado, disse, o paciente Fahmi Abdelraouf Hamad, 57 anos, inalou o gás lacrimogêneo e morreu horas mais tarde.

Há dois dias, a Unrwa chamou Tel Aviv para investigar este último incidente, lembrando que os trabalhadores da saúde haviam advertido os homens fardados antes de lançarem seus ataques.

acl/rob/vmc

minuto por minuto
NOTAS RELACIONADAS
ÚLTIMO MINUTO
Logo Horizontal Prensa LAtina

© 2016-2021 Prensa Latina
Agência Latino-americana de Notícias

Rádio – Publicações – Vídeos – Notícias a cada minuto.
Todos os Rigts Reservados.

Rua E No 454, Vedado, Havana, Cuba.
Telefones: (+53) 7 838 3496, (+53) 7 838 3497, (+53) 7 838 3498, (+53) 7 838 3499
Prensa Latina © 2021.