26 de May de 2022
nombre generico prensa latina

notícia

nombre generico prensa latina
Bandera portugal
Edição Portuguesa

NOTICIAS

China nega coerção econômica contra a Lituânia

China nega coerção econômica contra a Lituânia

Beijing, 27 jan (Prensa Latina) A China negou hoje as acusações de coerção econômica contra a Lituânia em meio a tensões pela abertura de um escritório de representação de Taiwan e garantiu que responderá a uma ação judicial nesse sentido de acordo com os padrões internacionais.
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email

Segundo o Ministério dos Negócios Estrangeiros, a informação sobre as restrições aos produtos do país báltico é falsa e lembrou que a disputa bilateral é de natureza política, porque Vilnius (capital da Lituânia) prejudicou os interesses da China.

Criticou os planos da União Europeia (UE) de entrar com uma ação contra a nação asiática sobre o assunto na Organização Mundial do Comércio (OMC), chamou-a para distinguir o certo do errado e alertou sobre as intenções da Lituânia de colocar os laços Beijing-Bruxelas em risco.

Enquanto isso, o Ministério do Comércio afirmou que a China sempre cumpriu as regras da OMC e fará o mesmo para lidar com a disputa com a UE.

A disputa surgiu no momento em que circulavam relatos de chineses e outros empresários deixando a Lituânia, temendo que o agravamento do atrito afetasse os negócios.

Em novembro passado, Beijing rebaixou os laços diplomáticos com Vilnius para o nível de chargé d’affaires, protestando contra a abertura daquele país de um escritório em Taiwan.

Suas autoridades indicaram então que era uma contramedida legítima em defesa de sua soberania e integridade territorial, e toda a responsabilidade cabia à nação europeia.

Dessa forma, os laços mútuos se deterioraram, analistas locais previam um golpe no intercâmbio econômico-comercial e também um isolamento da Lituânia nos fóruns internacionais, já que não poderá contar com o apoio da nação asiática.

Beijing considerou as decisões de Vilnius uma interferência em seus assuntos internos, denunciou a mão dos Estados Unidos por trás de cada ação e até deplorou as declarações subsequentes do ministro das Relações Exteriores da Lituânia, Gabrielius Landsbergis, em Washington, sobre a redução da dependência da China.

Em meio à controvérsia, a Lituânia retirou todo o seu pessoal diplomático daqui em dezembro, alegando preocupações de segurança e também proibindo cidadãos nativos de trabalhar na embaixada.

O gigante asiático negou esses argumentos e os descreveu como acusações fabricadas.

mem/ymr / fav

minuto por minuto
NOTAS RELACIONADAS
ÚLTIMO MINUTO
Logo Horizontal Prensa LAtina

© 2016-2021 Prensa Latina
Agência Latino-americana de Notícias

Rádio – Publicações – Vídeos – Notícias a cada minuto.
Todos os Rigts Reservados.

Rua E No 454, Vedado, Havana, Cuba.
Telefones: (+53) 7 838 3496, (+53) 7 838 3497, (+53) 7 838 3498, (+53) 7 838 3499
Prensa Latina © 2021.