26 de May de 2022
nombre generico prensa latina

notícia

nombre generico prensa latina
Bandera portugal
Edição Portuguesa

NOTICIAS

Etiópia considera as sanções dos EUA obsoletas

Etiópia considera as sanções dos EUA obsoletas

Adis Abeba, 24 jan (Prensa Latina) A Etiópia descreve as sanções dos Estados Unidos como obsoletas para pressionar o governo a acabar com a guerra contra a Frente de Libertação Popular Tigray (TPLF), segundo um comunicado oficial divulgado hoje.
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email

Acho que as sanções do governo dos EUA são um modo de compromisso ultrapassado, especialmente porque países como a Etiópia estão se desenvolvendo e são desenvolvidos em muitos aspectos, disse a secretária de imprensa do Gabinete do Primeiro Ministro, Billene Seyoum.

Assim, Seyoum comentou a decisão de Washington de excluir o país da Lei de Crescimento e Oportunidade para a África (AGOA), um acordo estabelecido para facilitar e regular o comércio entre os Estados Unidos e os países do continente.

Essa sanção, disse a porta-voz, atinge diretamente os cidadãos de baixa renda, principalmente mulheres que não têm relação com o conflito desenvolvido no norte do território, devido à agenda criminal do TPLF (sigla em inglês).

O compromisso deve ser construtivo e não uma metodologia característica que vai afetar predominantemente os setores mais vulneráveis ​​da nossa população, destacou.

A Casa Branca anunciou no primeiro dia de 2022 a exclusão da Etiópia da AGOA, devido à sua “preocupação com as violações dos direitos humanos perpetradas pelo governo e outras partes do conflito prolongado no norte da Etiópia”.

Anteriormente, os Estados Unidos vetaram as viagens ao território norte-americano de autoridades etíopes e autorizaram penalidades financeiras contra quem promovesse a guerra ou dificultasse ações humanitárias no estado regional de Tigray.

A suspensão da AGOA provocou denúncias e outras reações, incluindo a do primeiro-ministro Abiy Ahmed, que acusou os Estados Unidos de não se posicionar contra a Frente, acusado de violar os direitos humanos e declarado terrorista pelo Parlamento.

Em novembro de 2020, a conflagração começou em Tigray, estendendo-se posteriormente para Afar e Amhara, quando o TPLF atacou o Comando Norte do Exército Federal e Ahmed ordenou uma ofensiva militar para reduzir o grupo e restaurar a ordem constitucional na jurisdição.

As forças governamentais libertaram recentemente as áreas ocupadas de Afar e Amhara.

No entanto, não avançaram para Tigray, onde se refugiaram os membros da Frente, embora para o governo o país não tenha paz definitiva até que a organização seja eliminada.

Um dos últimos a especificar essa posição foi o vice-chefe do exército, general Abebaw Tadesse, que na semana passada garantiu que “Tigray faz parte da Etiópia. Nenhuma força nos impedirá de entrar. Vamos eliminar o inimigo. Não deve haver confusão sobre isso.”

jf/raj/ls

minuto por minuto
NOTAS RELACIONADAS
ÚLTIMO MINUTO
Logo Horizontal Prensa LAtina

© 2016-2021 Prensa Latina
Agência Latino-americana de Notícias

Rádio – Publicações – Vídeos – Notícias a cada minuto.
Todos os Rigts Reservados.

Rua E No 454, Vedado, Havana, Cuba.
Telefones: (+53) 7 838 3496, (+53) 7 838 3497, (+53) 7 838 3498, (+53) 7 838 3499
Prensa Latina © 2021.