28 de May de 2022
nombre generico prensa latina

notícia

nombre generico prensa latina
Bandera portugal
Edição Portuguesa

NOTICIAS

Minera Panamá, narcotráfico e Covid-19 centram semana noticiosa

Minera Panamá, narcotráfico e Covid-19 centram semana noticiosa

Panamá, 22 jan (Prensa Latina) O anúncio do governo e a rejeição por ambientalistas de um contrato com a empresa Minera Panamá e duros golpes contra o narcotráfico foram o foco da semana noticiosa que terminou aqui hoje.
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email

Cerca de 24 horas depois que o Presidente da República, Laurentino Cortizo, informou o país sobre o fim das negociações com a subsidiária da transnacional canadense First Quantum Mineral, o Movimento Panamá Vale Más Sin Minería considerou-o irregular.

Em uma declaração, os ativistas apontaram que os resultados das negociações desde setembro de 2021 são minúsculos em questões ambientais e trabalhistas.

Também indicaram que a comissão designada pelo governo para avaliar o contrato de concessão não estava legalmente constituída e pediram ao parlamento que revisasse o texto antes de sua aprovação ou rejeição.

Segundo o Panama Vale Más Sin Minería, o Executivo desconsiderou a decisão da Suprema Corte de 2018 que declarou inconstitucional o contrato anterior com Minera Panamá.

O novo contrato estipula que o Estado panamenho receberá receitas superiores a US$ 400 milhões, considerando o preço atual por libra de cobre. A proposta também garante que o Panamá receberá uma renda mínima de US$ 375 milhões por ano, o que é 10 vezes mais do que o estado anteriormente recebido.

A mina Cobre Panamá, localizada no distrito de Donoso, na província caribenha de Colon, é o maior investimento privado do país, com seis bilhões e meio de dólares, contribuindo com 3,5% para o Produto Interno Bruto e milhares de empregos diretos e indiretos.

Mas para o grupo ambientalista, o novo contrato continua a ignorar a imensa riqueza natural e cultural que está sendo destruída em uma área protegida que é fundamental para a conectividade da biodiversidade de toda a região.

Nos últimos sete dias, o Ministério Público e a Polícia Nacional também informaram que as duas últimas operações contra grupos criminosos dedicados ao tráfico de drogas estão entre os golpes mais duros deste ano contra este flagelo.

De acordo com um relatório oficial, como parte da Operação Chivo, os funcionários foram presos e interceptaram cargas que partiam dos portos do país do Canal para a Europa.

Na ação, diz o documento, seis agentes envolvidos no crime do Serviço Aéreo e Naval Nacional (Senan) e um funcionário da Autoridade do Canal do Panamá (ACP) foram presos.

Outros detentos incluem ex-agentes de segurança do Ministério Público, um do porto e três funcionários por suas supostas ligações com uma organização criminosa envolvida no tráfico internacional de drogas.

O grupo de presos associados ao grupo criminoso tem vínculos com outra apreensão de drogas ocorrida na Espanha, que partiu do Panamá através de um de seus portos.

A semana que acaba de terminar também é marcada por um aumento no número de casos de Covid-19, em meio a uma quarta onda pandêmica e apesar dos esforços das autoridades sanitárias para acelerar a vacinação, incluindo crianças entre cinco e 11 anos de idade, em preparação para o início do ano letivo em 7 de março.

Em conjunto com prefeituras e governos locais, também foi proposta a suspensão dos tradicionais eventos de massa, sendo o mais recente o Carnaval na cidade de Las Tablas, na província de Los Santos.

jha/ga/vmc

minuto por minuto
NOTAS RELACIONADAS
ÚLTIMO MINUTO
Logo Horizontal Prensa LAtina

© 2016-2021 Prensa Latina
Agência Latino-americana de Notícias

Rádio – Publicações – Vídeos – Notícias a cada minuto.
Todos os Rigts Reservados.

Rua E No 454, Vedado, Havana, Cuba.
Telefones: (+53) 7 838 3496, (+53) 7 838 3497, (+53) 7 838 3498, (+53) 7 838 3499
Prensa Latina © 2021.