26 de May de 2022
nombre generico prensa latina

notícia

nombre generico prensa latina
Bandera portugal
Edição Portuguesa

NOTICIAS

Coalizão árabe nega ataque contra prisão iemenita

Coalizão árabe nega ataque contra prisão iemenita

Aden, Iêmen, 22 jan (Prensa Latina) A coalizão militar liderada pela Arábia Saudita que combate os Houthis iemenitas negou hoje um suposto ataque a uma prisão controlada pelos rebeldes, que relataram mais de 70 mortos e uma centena de feridos.
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email

Em uma declaração feita pela agência oficial de notícias saudita SPA, o porta-voz da aliança, Brigadeiro Turki Al-Malki, descreveu como infundadas as alegações da milícia sobre o bombardeio de um centro de detenção na província de Sadah, no norte do país.

O militar também destacou que a instalação não está incluída na lista de alvos protegidos contra ataques, de acordo com um acordo com o Escritório de Coordenação de Assuntos Humanitários da ONU.

Os Houthis relataram que pelo menos 77 pessoas foram mortas e 138 feridas ontem como resultado da incursão de aviões da coalizão.

Após a divulgação da notícia, o Secretário Geral da ONU, António Guterres, condenou o incidente.

Os ataques aéreos contra alvos controlados por Houthis se intensificaram nos últimos dias após os Houthis terem lançado um ataque aéreo contra vários alvos em Abu Dhabi, a capital dos Emirados Árabes Unidos, matando três pessoas.

A guerra no país começou em 2014, quando as milícias armadas pegaram armas e ocuparam grandes partes do território do país, incluindo a capital Sana’a.

Em resposta, um ano depois, a Arábia Saudita e vários países árabes intervieram em apoio ao governo liderado pelo presidente Abd Rabbu Mansour Hadi.

De acordo com o escritório do Alto Comissariado das Nações Unidas para Refugiados, dois terços da população, cerca de 20 milhões de pessoas, dependem da assistência humanitária e 80% vivem abaixo da linha de pobreza.

O Programa de Desenvolvimento das Nações Unidas em novembro chamou o Iêmen de “a pior e maior catástrofe humanitária do mundo” e projetou que até o final de 2021 a guerra terá matado 337.000 pessoas direta ou indiretamente.

msm/rob/vmc

minuto por minuto
NOTAS RELACIONADAS
ÚLTIMO MINUTO
Logo Horizontal Prensa LAtina

© 2016-2021 Prensa Latina
Agência Latino-americana de Notícias

Rádio – Publicações – Vídeos – Notícias a cada minuto.
Todos os Rigts Reservados.

Rua E No 454, Vedado, Havana, Cuba.
Telefones: (+53) 7 838 3496, (+53) 7 838 3497, (+53) 7 838 3498, (+53) 7 838 3499
Prensa Latina © 2021.