28 de May de 2022
nombre generico prensa latina

notícia

nombre generico prensa latina
Bandera portugal
Edição Portuguesa

NOTICIAS

Quase 600 milhões de africanos continuam sem eletricidade

Quase 600 milhões de africanos continuam sem eletricidade

Luanda, 21 jan (Prensa Latina) Mais de 45 por cento da população da África, equivalente a quase 600 milhões de habitantes, ainda não tem acesso à eletricidade, de acordo com um estudo internacional divulgado hoje em Angola.
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email

Apenas quatro países do continente têm 100% de cobertura elétrica, disse a análise das fundações África-Europa e Mo Ibrahim, apresentada durante um fórum on-line sobre energia e mudança climática.

Dos 1,3 bilhões de africanos, apenas 54,7 por cento desfrutam deste serviço básico, em uma região onde apenas o Egito, Ilhas Maurício, Seychelles e Tunísia têm cobertura total de energia, disse a reportagem, relatada aqui pelo diário Jornal de Angola.

Cerca de 10 milhões de pessoas morrem todos os anos na África por falta de eletricidade, disse Damilola Ogunbiyi, oficial das Nações Unidas, em sua qualidade de representante especial do secretário-geral da ONU para Energia Sustentável para Todos.

Lembrou que mais de quatro milhões de mulheres africanas morrem a cada ano devido a problemas de saúde atribuíveis à poluição do ar interno por combustíveis de cozinha.

Embora o chamado Continente Escuro represente 17% da população mundial, corresponde apenas 3,4% do consumo mundial de energia, o diagnóstico das duas fundações foi reafirmado.

Enquanto isso, as emissões de dióxido de carbono representam apenas 4% das emissões globais; mesmo que o continente desaparecesse, o problema climático continuaria, advertiu Kandeh Yumkella, diretora geral da Organização das Nações Unidas para o Desenvolvimento Industrial.

Enquanto petróleo, gás e carvão fornecem 91,5% da energia consumida na África, a União Europeia (UE) utiliza muito mais eletricidade produzida a partir de combustíveis fósseis, observou o fórum.

As discussões, promovidas pelas fundações África-Europa e Mo Ibrahim, se concentrarão na próxima cúpula entre a União Africana e a UE, marcada para fevereiro de 2022, após sucessivos adiamentos devido à pandemia de Covid-19.

acl/mjm/bm

minuto por minuto
NOTAS RELACIONADAS
ÚLTIMO MINUTO
Logo Horizontal Prensa LAtina

© 2016-2021 Prensa Latina
Agência Latino-americana de Notícias

Rádio – Publicações – Vídeos – Notícias a cada minuto.
Todos os Rigts Reservados.

Rua E No 454, Vedado, Havana, Cuba.
Telefones: (+53) 7 838 3496, (+53) 7 838 3497, (+53) 7 838 3498, (+53) 7 838 3499
Prensa Latina © 2021.