26 de May de 2022
nombre generico prensa latina

notícia

nombre generico prensa latina
Bandera portugal
Edição Portuguesa

NOTICIAS

Rússia pede o fim da militarização da Ucrânia pelo Ocidente

russia-pede-o-fim-da-militarizacao-da-ucrania-pelo-ocidente

Rússia pede o fim da militarização da Ucrânia pelo Ocidente

Moscou, 20 jan (Prensa Latina) A porta-voz do Ministério das Relações Exteriores da Rússia, Maria Zajárova, exortou hoje o Ocidente a parar de contribuir para a militarização da Ucrânia e arrastar esse país para a Organização do Tratado do Atlântico Norte (OTAN).
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email

Em seu briefing habitual, a autoridade russa pediu a esses países que parem “a agressiva campanha de informação anti-russa” que contribui para esses propósitos e pediu que, em vez disso, direcionem seus esforços para que Kiev cumpra os acordos de Minsk.

Ela denunciou que o Reino Unido vem enviando armas para a Ucrânia há vários dias a bordo de aviões de transporte militar de sua Força Aérea.

“Foram organizados pelo menos seis voos, cada avião pode transportar até 77,5 toneladas de carga, ou seja, um total de 460 toneladas de armas”, alertou.

Segundo a porta-voz oficial do Ministério das Relações Exteriores da Rússia, as justificativas ocidentais para os supostos preparativos de Moscou para invadir a Ucrânia são uma tentativa de encobrir a preparação de suas próprias provocações.

Ela explicou que, neste momento, a mídia e as autoridades ocidentais e ucranianas se tornaram mais ativas na divulgação de especulações sobre a suposta invasão da Ucrânia pela Rússia.

“Estamos convencidos de que o objetivo desta campanha é criar uma cobertura midiática para preparar suas próprias provocações em grande escala, inclusive militares, que podem ter as consequências mais trágicas para a segurança regional e global”, ressaltou.

Zajárova considerou provocativo o documento “Política espacial abrangente da OTAN”, publicado em 17 de janeiro, com as prioridades do bloco militar em relação ao espaço sideral.

Ela afirmou que o texto é tendencioso e é feito de acordo com as diretrizes destrutivas dos Estados membros da Aliança, liderada pelos Estados Unidos.

Ressaltou que, sob tal política, a OTAN está tentando legitimar o uso da força no espaço exterior, transformando-o em um teatro de hostilidades, o que, segundo ele, é contrário ao desejo da comunidade internacional de impedir uma corrida armamentista.

A porta-voz quis dizer que tais decisões confirmam a relevância das propostas de Moscou para garantias de segurança, bem como a exigência de iniciativas legais promovidas pela Rússia e outros países, para evitar uma corrida armamentista no espaço.

Ela confirmou que, para continuar as conversas sobre essas questões, o ministro das Relações Exteriores da Rússia, Sergey Lavrov, se reunirá com o secretário de Estado dos EUA, Antony Blinken, em Genebra amanhã, 21 de janeiro.

Ela observou que os altos funcionários estão programados para discutir em detalhes dois projetos de documentos-chave apresentados por Moscou em dezembro de 2021: um tratado entre a Rússia e os Estados Unidos sobre garantias de segurança e um acordo sobre medidas para garantir a segurança entre a Rússia e os estados membros da OTAN.

jf/mml/jcfl

minuto por minuto
NOTAS RELACIONADAS
ÚLTIMO MINUTO
Logo Horizontal Prensa LAtina

© 2016-2021 Prensa Latina
Agência Latino-americana de Notícias

Rádio – Publicações – Vídeos – Notícias a cada minuto.
Todos os Rigts Reservados.

Rua E No 454, Vedado, Havana, Cuba.
Telefones: (+53) 7 838 3496, (+53) 7 838 3497, (+53) 7 838 3498, (+53) 7 838 3499
Prensa Latina © 2021.