26 de May de 2022
nombre generico prensa latina

notícia

nombre generico prensa latina
Bandera portugal
Edição Portuguesa

NOTICIAS

OCDE alerta para desaceleração em várias grandes economias

ocde-alerta-para-desaceleracao-em-varias-grandes-economias

OCDE alerta para desaceleração em várias grandes economias

Paris, 17 jan (Prensa Latina) A Organização para Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE) alertou para um abrandamento em várias das principais economias do mundo, de acordo com um relatório divulgado hoje.
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email

De acordo com o relatório Composite Leading Indicators (CLI) de dezembro, a recuperação que começou no início de 2021 já atingiu seu auge nas economias mais avançadas.

Isto se reflete nos indicadores que antecipam o crescimento, que começaram a desacelerar de acordo com a organização, de modo que se espera que a dinâmica da recuperação caia na Alemanha, no Canadá, na Itália e no Reino Unido.

Enquanto isso, outras nações como Japão, França e a zona do euro como um todo têm um crescimento estável, mas já ultrapassaram seu auge.

Entre os países da OCDE, a variação anual do CLI (medindo variáveis como ordens industriais, confiança, licenças de construção, registros de automóveis, etc.) foi de 1,55 por cento, o que é considerado crescimento estável.

Entretanto, economias como os Estados Unidos mostram níveis abaixo de sua tendência de longo prazo, já que seu indicador vem diminuindo por seis meses consecutivos e em dezembro caiu para 99,91 pontos, abaixo da média de longo prazo de 100.

No caso da China, embora tenha atingido um pico de crescimento em 2021 com um aumento de 8,1% do produto interno bruto, o maior desde 2011, espera-se que perca impulso nos próximos meses, o relatório endossa.

A Rússia, por sua vez, teve um ritmo favorável ao longo de 2021 e atingiu 103,89 pontos em dezembro, informou o relatório da OCDE.

Da América Latina vêm sinais de crescimento econômico acima das previsões de longo prazo na Colômbia, México e Chile.

Embora os dois últimos indicadores tenham caído ligeiramente: Chile com 9 centésimos (101,40 pontos) e México com 10 (101,60); Colômbia (101,97 pontos) está em alta há mais de um ano e em dezembro voltou a crescer, embora muito ligeiramente (um centésimo).

O Brasil, por outro lado, mostrou fortes sinais de desaceleração de acordo com a organização, caindo 90 décimos de ponto em dezembro para 98,59 pontos e se afastando do nível 100 que marca a tendência de longo prazo.

acl/kmg/bm

minuto por minuto
NOTAS RELACIONADAS
ÚLTIMO MINUTO
Logo Horizontal Prensa LAtina

© 2016-2021 Prensa Latina
Agência Latino-americana de Notícias

Rádio – Publicações – Vídeos – Notícias a cada minuto.
Todos os Rigts Reservados.

Rua E No 454, Vedado, Havana, Cuba.
Telefones: (+53) 7 838 3496, (+53) 7 838 3497, (+53) 7 838 3498, (+53) 7 838 3499
Prensa Latina © 2021.