26 de May de 2022
nombre generico prensa latina

notícia

nombre generico prensa latina
Bandera portugal
Edição Portuguesa

NOTICIAS

Angola retomou aulas presenciais suspensas pelo Covid-19

angola-retomou-aulas-presenciais-suspensas-pelo-covid-19

Angola retomou aulas presenciais suspensas pelo Covid-19

Luanda, 17 Jan (Prensa Latina) Estudantes do ensino geral em Angola regressaram hoje às salas de aula, após a interrupção das aulas presenciais no início deste ano devido ao aumento da Covid-19.
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email

Embora a nação mantenha regulamentos especiais, o Executivo decidiu reajustar as disposições do decreto presidencial sobre uma situação de calamidade pública devido à pandemia, que inclui o regresso às salas de aula e o aumento de funcionários nos serviços públicos e privados.

Conforme explicou o Ministro de Estado e chefe da Casa Militar do Presidente da República, Francisco Furtado, os restaurantes e entidades afins foram também autorizados a aumentar a taxa de ocupação das suas instalações.

A flexibilização de algumas restrições responde à redução de casos confirmados, com base nas precauções sanitárias e no avanço da vacinação, disse o responsável, que chefia a comissão multissectorial de prevenção e combate à Covid-19.

No ensino geral, as aulas serão presenciais de segunda a sexta-feira, disse o especialista Ngola António, do departamento do ensino primário do Ministério da Educação, em declarações à Rádio Nacional de Angola.

Segundo o Ministério da Saúde, mais de 8,9 milhões de pessoas já receberam a primeira dose da vacina anti-Covid-19, o equivalente a 56,67 porcento da população esperada, mas apenas 27,65 porcento do total completaram o esquema de imunização, ou seja, , cerca de 4,4 milhões de habitantes.

Segundo Furtado, o país poderá perder cerca de cinco milhões de doses que expiram no próximo mês de Março, se uma parte significativa dos cidadãos não procurar a segunda injecção a tempo, noticiou o Jornal de Angola.

“Estamos preocupados com a vacinação”, já que cerca de oito milhões de pessoas não tomaram a segunda dose, essencial para garantir a imunização, sublinhou o dirigente.

Durante uma recente conferência de imprensa online, o diretor dos Centros Africanos de Controlo e Prevenção de Doenças, John Nkengasong, confirmou que a variante Omicron do coronavírus SARS-CoV-2, causador da Covid-19, circula em 33 países do mundo. continente, incluindo Angola.

Se a África não atingir 70 porcento de imunização até o final de 2022, a doença pode se tornar endêmica, como malária, tuberculose e HIV-AIDS, argumentou.

O governo angolano ampliou a cadeia de frio de medicamentos, instalou postos de vacinação em diversas localidades e garantiu a chegada de injetáveis por meio de compras do Estado e doações externas; no entanto, os resultados ainda são insuficientes à luz dos registros oficiais.

jf/mjm/glmv

minuto por minuto
NOTAS RELACIONADAS
ÚLTIMO MINUTO
Logo Horizontal Prensa LAtina

© 2016-2021 Prensa Latina
Agência Latino-americana de Notícias

Rádio – Publicações – Vídeos – Notícias a cada minuto.
Todos os Rigts Reservados.

Rua E No 454, Vedado, Havana, Cuba.
Telefones: (+53) 7 838 3496, (+53) 7 838 3497, (+53) 7 838 3498, (+53) 7 838 3499
Prensa Latina © 2021.