26 de May de 2022
nombre generico prensa latina

notícia

nombre generico prensa latina
Bandera portugal
Edição Portuguesa

NOTICIAS

Cubanos na América Latina pedem o fechamento da base de Guantánamo

Cubanos na América Latina pedem o fechamento da base de Guantánamo

Quito, 16 jan (Prensa Latina) A Rede de Residentes Cubanos na América Latina e no Caribe exigiu hoje o fechamento da Base Naval dos Estados Unidos em Guantánamo e sua prisão, onde os direitos humanos são violados.
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email

Na Declaração: “Guantánamo, o outro bloqueio contra Cuba”, associações de vários países da área agrupados na Rede lembram como a instalação, localizada na província homônima do país caribenho, foi criada em 1903, sob a Emenda Platt , que “de maneira submissa”, permitiu que os Estados Unidos ocupassem aquele território na parte mais oriental de Cuba.

A esse respeito, a instância destaca que, além da ocupação ilegal, desde 2002 parte da base foi convertida em prisão, onde os direitos humanos foram permanentemente violados.

“Passaram 119 anos e (os Estados Unidos) continuam ocupando ilegalmente um território que é nosso, enquanto Cuba denuncia há anos os danos, a crueldade com que foram causados, a ilegalidade em se perpetuar desde nossa pátria e como o organizações continuam surdas, administradores internacionais de justiça”, enfatiza o texto.

Da mesma forma, explica que além dessa “punhal cravado nas costas de Cuba”, Guantánamo é uma terra de belas paisagens e uma forte identidade cultural onde homens e mulheres constroem suas vidas, em harmonia com o meio ambiente, afetado desde aquela base militar por ser um poluente fonte.

A declaração também destaca que 20 anos após sua criação, em 11 de janeiro de 2002, a prisão de Guantánamo é uma das mais sombrias do mundo, onde ocorrem violações de direitos elementares e tortura.

“Da Rede de cubanos residentes na América Latina e no Caribe, subscrevemos nossa rejeição a essas práticas e políticas e pedimos sua revisão, incluindo o fechamento definitivo da prisão e da Base Aérea Naval dos Estados Unidos em nosso país”, diz a Rede.

Na mesma linha, ele insta o governo de Washington a retomar os diálogos para a convivência sob o respeito e os padrões internacionais e a colaboração em questões científicas ou ambientais comuns, “já que somos habitantes do mesmo planeta”.

Finalmente, insistem que existem milhares de cubanos residentes no exterior que se opõem a essas práticas, por violar o direito internacional e, no caso de Guantánamo, contra a soberania, independência, bem-estar e vida dos cubanos, já que o enclave militar é um obstáculo para a desenvolvimento local, econômico e social do povo de Guantánamo.

“Não entendemos bloqueios ou ocupações. Amamos a paz. Queremos soberania e independência e enquanto a base naval existir, é também uma forma de bloqueio e um perigo para Cuba e toda a nossa América”, conclui a Rede.

jha/scm/glmv

minuto por minuto
NOTAS RELACIONADAS
ÚLTIMO MINUTO
Logo Horizontal Prensa LAtina

© 2016-2021 Prensa Latina
Agência Latino-americana de Notícias

Rádio – Publicações – Vídeos – Notícias a cada minuto.
Todos os Rigts Reservados.

Rua E No 454, Vedado, Havana, Cuba.
Telefones: (+53) 7 838 3496, (+53) 7 838 3497, (+53) 7 838 3498, (+53) 7 838 3499
Prensa Latina © 2021.