18 de January de 2022
nombre generico prensa latina

notícia

nombre generico prensa latina
Bandera portugal
Edição Portuguesa

NOTICIAS

Altos da Covid-19 e rejeição da lei na semana do Uruguai

altos-da-covid-19-e-rejeicao-da-lei-na-semana-do-uruguai

Altos da Covid-19 e rejeição da lei na semana do Uruguai

Montevidéu, 15 jan (Prensa Latina) O Uruguai fechou hoje com mais de 65 mil pacientes ativos de Covid-19, uma semana de máximos diários consecutivos, sem que o governo suspenda a questionada lei omnibus de Consideração Urgente (LUC).
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email

Sociedades científicas especializadas pertencentes ao Sindicato dos Médicos (SMU) alertaram em plenário sobre o transbordamento nos cuidados primários e nas portas de urgências hospitalares devido ao afluxo de sintomáticos ou suspeitos de contrair a Covid-19.

Eles pediram em comunicado aos profissionais de saúde que trabalhem “na racionalização dos testes” para “alcançar rapidamente o diagnóstico de confirmação ou descarte em profissionais de saúde e população vulnerável”.

A presidente da SMU, Zaida Arteta, reuniu-se com o subsecretário de Saúde Pública, José Luis Sadtjian, para explicar uma situação que prejudica a atuação profissional em um setor em que 1.778 integrantes estão convalescendo da doença.

Sobre a vacinação imunizante, o ex-presidente uruguaio, José Mujica, criticou o rebaixamento da terceira dose para a população idosa, que “joga de volta os velhos que estavam esperando” e prioriza a vacina a critério dos turistas em Punta del Este.

Mesmo com essa última vantagem concedida, a disseminação exponencial da pandemia de Covid-19 no Uruguai superou as acalentadas expectativas de recuperação da indústria do turismo nas praias do leste do país.

A curva ascendente de infecções devido à chegada da variante mícron do vírus SARS-CoV-2 começou a impactar a queda das reservas na costa atlântica, onde estão localizados os departamentos de Maldonado e Rocha que concentram o maior número de infectados por dimensão territorial e população.

Durante a semana, o Sindicato Único de Telecomunicações (Sutel) do Uruguai rejeitou a introdução do governo de portabilidade de números de telefones celulares, o que prejudicará a estatal Antel, em benefício das multinacionais Claro e Movistar.

A Sutel sustentou que, como essa iniciativa faz parte dos 135 artigos da Lei de Apreciação Urgente (LUC) que será submetida a referendo derrogatório em 27 de março, será preciso aguardar para conhecer seus resultados, quando apresentou liminar perante a Justiça.

Enquanto o sindicato bancário da AEBU continuou o seu movimento de greve gradual dos departamentos territoriais para protestar contra os cortes salariais e a não ocupação de cargos vagos em detrimento do atendimento ao cliente, orientado para a privatização.

Os trabalhadores uruguaios da Mutualista de Saúde da Casa de Galicia se manifestaram contra seu fechamento e a favor de uma gestão estatal que garanta serviços de atendimento e concordou em continuar a luta em busca de uma saída diferente, além de garantir a cobrança de salários, férias e tudo créditos trabalhistas pendentes.

msm/hr/ml

minuto por minuto
NOTAS RELACIONADAS
ÚLTIMO MINUTO
Logo Horizontal Prensa LAtina

© 2016-2021 Prensa Latina
Agência Latino-americana de Notícias

Rádio – Publicações – Vídeos – Notícias a cada minuto.
Todos os Rigts Reservados.

Rua E No 454, Vedado, Havana, Cuba.
Telefones: (+53) 7 838 3496, (+53) 7 838 3497, (+53) 7 838 3498, (+53) 7 838 3499
Prensa Latina © 2021.