23 de January de 2022
nombre generico prensa latina

notícia

nombre generico prensa latina
Bandera portugal
Edição Portuguesa

NOTICIAS

Mais de cinco milhões de guatemaltecos sem vacinas contra Covid-19

Guatemala, Covid-19, vacunas, escasez

Mais de cinco milhões de guatemaltecos sem vacinas contra Covid-19

Guatemala, 11 jan (Prensa Latina) A Guatemala tem hoje pouco mais de cinco milhões de habitantes que ainda não foram vacinados contra o Covid-19, um cenário muito arriscado dada a presença aqui da variante ômicron do coronavírus SARS-COV-2.
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email

As estatísticas divulgadas pelo Ministério da Saúde Pública e Assistência Social (Mpsas) alertam especialmente para 15 municípios onde a cobertura não ultrapassa os 20% e, no caso de um, nem chega a 5%.

A recente confirmação oficial da circulação da ômicron desde o início de dezembro do ano passado, manifesta-se no aumento de infecções de 10 para 23 desse mês com 3.185 para 78.962 de 24 de dezembro a 6 de janeiro, que elevou a positividade de 5% para 13,5% e em alguns lugares até 20%.

Da mesma forma, a taxa de incidência passou de 18,9 para 62,8 com a mudança de 13 para 31 municípios em vermelho (alerta máximo para a Covid-19) e de 34 para 79 municípios em laranja (alerta alto).

E embora as autoridades de Saúde agilizem o plano de vacinação em curso para maiores de 12 anos com a abertura de mais de 700 centros em todo o país, os números são insuficientes para avançar com relativa calma devido às previsões de um novo pico de casos no final deste mês ou em fevereiro.

Segundo o Mspas, 6.618.234 guatemaltecos têm a primeira dose (52,32%) de uma população-alvo de mais de 12,6 milhões.

No entanto, quando as segundas doses são contadas, elas cobrem apenas 4.825.871 pessoas, 38,15%, daí os constantes apelos para não relaxar as medidas de biossegurança e ir imediatamente “colocar o braço” também para outra injeção de reforço como o melhor método de prevenção para evitar doenças graves.

Enquanto aguarda um aumento considerável de doentes positivos, o ministro da Saúde, Francisco Coma, alertou que atualmente as pessoas que estão entrando nos hospitais são as que não têm qualquer proteção, 85%.

Em relação à faixa etária, o maior número está entre 20 e 29 anos (28%), seguido muito de perto pelos guatemaltecos entre 30 e 39 anos (24%).

Na opinião de Coma, isso se deve a um maior grau de flexibilização das medidas de biossegurança.

jha/mmc/cm

minuto por minuto
NOTAS RELACIONADAS
ÚLTIMO MINUTO
Logo Horizontal Prensa LAtina

© 2016-2021 Prensa Latina
Agência Latino-americana de Notícias

Rádio – Publicações – Vídeos – Notícias a cada minuto.
Todos os Rigts Reservados.

Rua E No 454, Vedado, Havana, Cuba.
Telefones: (+53) 7 838 3496, (+53) 7 838 3497, (+53) 7 838 3498, (+53) 7 838 3499
Prensa Latina © 2021.