18 de January de 2022
nombre generico prensa latina

notícia

nombre generico prensa latina
Bandera portugal
Edição Portuguesa

NOTICIAS

Versos de Gabriela Mistral ressoam em Cuba no aniversário da morte

versos-de-gabriela-mistral-ressoam-em-cuba-no-aniversario-da-morte

Versos de Gabriela Mistral ressoam em Cuba no aniversário da morte

Havana, 10 jan (Prensa Latina) Entidades cubanas recordaram hoje os versos da poetisa chilena Gabriela Mistral, a primeira mulher da América Latina a ganhar o Prêmio Nobel de Literatura (1945), por ocasião do 65º aniversário de sua morte.
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email

“Vim de um país escuro e dono claro // sem saber ou, vagamente sabendo, // sem escolher vale ou tarefa // e vim cego e cego, vou e volto”, compartilhou a instituição cultural Casa de las Américas na rede social Twitter.

O Instituto Cubano do Livro também lembrou o legado de um dos poetas mais importantes do século XX, “um professor rural, educador e vencedor do prêmio mais importante da literatura mundial.

Por sua vez, o Conselho Nacional de Artes Cênicas compartilhou quatro de seus cadernos: Desolación (1922), Ternura (1924), Tala (1938) e Lagar (1954), que lhe valeram os maiores prêmios literários e internacionais.

Catalogada por muitos como progressista pela força de suas letras, Mistral desafiou os preceitos de uma época conturbada e fez parte de um movimento de opinião pública no continente que levou à entrega de seu prêmio pela Academia Sueca.

Segundo os analistas, em seus poemas há “a missão de sensibilizar e formar esses valores de compromisso social por meio de mensagens espirituais positivas para alcançar seres humanos melhores”.

Desde seus primeiros trabalhos Gabriela seduz “com a imaginação e a capacidade de fruição estética, que foi um dom imposto como dever, tanto como professora rural quanto como fundadora da Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura”.

A escritora se destacou por seu trabalho político como cônsul em várias cidades da Europa e América, viajou o mundo com sua poesia e foi ainda mentora de outras pessoas brilhantes como Octavio Paz e Pablo Neruda.

Nomeada poetisa da maternidade e de sua terra chilena e latino-americana, seu imaginário se espalhou entre os povos da América do Sul como lenda e modelo feminista de uma poesia de primeira geração ainda latente.

mem / yrv/glmv

minuto por minuto
NOTAS RELACIONADAS
ÚLTIMO MINUTO
Logo Horizontal Prensa LAtina

© 2016-2021 Prensa Latina
Agência Latino-americana de Notícias

Rádio – Publicações – Vídeos – Notícias a cada minuto.
Todos os Rigts Reservados.

Rua E No 454, Vedado, Havana, Cuba.
Telefones: (+53) 7 838 3496, (+53) 7 838 3497, (+53) 7 838 3498, (+53) 7 838 3499
Prensa Latina © 2021.