18 de January de 2022
nombre generico prensa latina

notícia

nombre generico prensa latina
Bandera portugal
Edição Portuguesa

NOTICIAS

Outro jogo difícil

Outro jogo difícil

Por Mario Muñoz Lozano
Moscou, 9 jan (Prensa Latina) A Rússia espera respostas concretas e rápidas às suas propostas de garantias de segurança nas negociações com os Estados Unidos e a Organização do Tratado do Atlântico Norte (OTAN), embora saiba que os resultados demorarão para chegar.
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email

“Nossa abordagem, eu admito, é bastante difícil”, disse o vice-ministro das Relações Exteriores da Rússia, Serguei Riabkov, em comentários, e descartou a diferença porque seu país há muito tenta persuadir seus concorrentes sobre os perigos que o país enfrenta e as possibilidades de agir.

A não aproximação da OTAN às fronteiras russas; a inadmissibilidade de sua expansão para o leste; o não aparecimento de armas que ameacem sua segurança nos países vizinhos, incluindo a Ucrânia, e a recusa em realizar manobras provocativas em seus arredores são algumas das demandas que Moscou colocará na mesa de diálogo.

Para Riabkov, à frente da equipe de negociação, essas primeiras reuniões serão de orientação. “Explicaremos a lógica de nossa abordagem e definiremos elementos sem os quais é impossível falar sobre qualquer processo de produção.

O principal no período atual é entender a posição dos oponentes”, disse.

Em 17 de dezembro de 2021, o Ministério das Relações Exteriores da Rússia divulgou dois projetos de acordos sobre garantias de segurança jurídica para discutir com Washington e a Aliança Atlântica. Dois dias antes, ele os entregou à subsecretária de Estado dos Estados Unidos para Assuntos Europeus e Eurasiáticos, Karen Donfried. Até o momento, os comentários sobre esses documentos têm sido muito gerais, embora tenham deixado claro que qualquer avanço nas negociações estará vinculado a Moscou reduzindo a presença de tropas perto da fronteira com a Ucrânia, o que qualifica como um perigo de invasão para aquela nação.

Ao que parece, este pode ser um dos principais obstáculos -ou o mais visível- no diálogo de 10 de janeiro com os Estados Unidos, em Genebra, porque a Rússia argumenta que tais movimentos ocorrem dentro de seu território e respondem aos “incessantes e intensivos” exercícios militares e o surgimento de modernos sistemas de armas naquele país e da OTAN que ameaçam sua segurança.

A Casa Branca, por sua vez, expressou que nas próximas conversas espera identificar pontos de contato para dar continuidade às discussões, disse o porta-voz do Departamento de Estado, Ned Price, que destacou a estabilidade estratégica como prioridade, entre outros temas já debatidos nas reuniões anteriores.

(Retirado do Orbe) / hb

minuto por minuto
NOTAS RELACIONADAS
ÚLTIMO MINUTO
Logo Horizontal Prensa LAtina

© 2016-2021 Prensa Latina
Agência Latino-americana de Notícias

Rádio – Publicações – Vídeos – Notícias a cada minuto.
Todos os Rigts Reservados.

Rua E No 454, Vedado, Havana, Cuba.
Telefones: (+53) 7 838 3496, (+53) 7 838 3497, (+53) 7 838 3498, (+53) 7 838 3499
Prensa Latina © 2021.