16 de August de 2022
nombre generico prensa latina

notícia

nombre generico prensa latina
Bandera portugal
Edição Portuguesa

NOTICIAS

Estados Unidos pressionados pela Covid-19

EEUU, Covid-19, presiones

Estados Unidos pressionados pela Covid-19

Washington, 8 jan (Prensa Latina) Os Estados Unidos encerram uma semana pressionados por uma nova onda de Covid-19 e desacordos sobre a vacinação dos trabalhadores do setor empresarial.
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email

O coronavírus está se espalhando mais rápido do que nunca, mas parece que a Ômicron é mais suave do que as variantes anteriores. Ainda assim, o último surto em casos está levando ao aumento da hospitalização e do racionamento de tratamentos que salvam vidas, descreveu o The New York Times.

A crise é real, não é uma “gripezinha”, como disse um presidente dos EUA meses atrás, atestam especialistas que citam exemplos como Los Angeles County, na Califórnia (oeste), onde ontem as autoridades confirmaram um novo número recorde de infecções em um único dia. 43.712 novos casos, quebrando o recorde estabelecido 24 horas antes.

Em apenas dois dias essa demarcação atingiu um total de 80.927 pessoas infectadas. Houve também 28 mortes relatadas para levar o número cumulativo da pandemia para 27.756.

Globalmente, o número arrepiante de 300 milhões de pessoas com coronavírus foi atingido esta semana, embora se receie que o número seja na verdade muito maior devido a todos os casos não relatados.

Por outro lado, o país relatou o maior número de crianças hospitalizadas com Covid-19 desde o início da pandemia, informou Rochelle Walensky, diretora do Centro de Controle e Prevenção de Doenças (CDC).

De acordo com dados do CDC, na semana que terminou em 1º de janeiro, crianças menores de quatro anos tiveram 4,3 internações por 100.000, enquanto as de cinco a 17 anos tiveram uma taxa de 1,1 internações por 100.000.

Atualmente, a nova onda de Covid-19 causada pela variante Ômícron do coronavírus SARS-CoV-2, causando mais de 95% dos casos relatados e uma média de mais de 600.000 infectados diariamente na última semana. A situação também tem suas ramificações legais quando os juízes conservadores do Supremo Tribunal na sexta-feira questionaram a legalidade dos mandatos de vacinação Covid-19 impostos pela administração do Presidente Joe Biden para trabalhadores de grandes empresas.

O poder do governo para conter uma crise de saúde que já matou mais de 830.000 pessoas em todo o país está sendo testado.

Funcionários de 27 estados republicanos e representantes de grupos empresariais pediram ao tribunal que bloqueasse a regra da administração que exige imunização para funcionários de empresas com pelo menos 100 trabalhadores ou então eles devem passar por testes diagnósticos regulares.

Os Ministros Conservadores John Roberts, Neil Gorsuch e Brett Kavanaugh questionaram se essas exigências poderiam ser declaradas inválidas, já que o Congresso não interveio em sua declaração.

A regra da Casa Branca é uma das políticas mais abrangentes impostas por Biden na tentativa de controlar a pandemia e afetaria 84 milhões de trabalhadores dos EUA empregados por empresas. Os três juízes mais liberais do tribunal disseram que o mandato era uma resposta necessária à crise de saúde pública.

Talvez a questão mais crítica para a administração Biden seja como o tribunal irá responder ao mandato do empregador de vacinar ou testar. A administração estimou que a regra levaria à vacinação de 22 milhões de pessoas e evitaria 250.000 hospitalizações.

msm/lb/vmc

minuto por minuto
NOTAS RELACIONADAS
ÚLTIMO MINUTO
Logo Horizontal Prensa LAtina

© 2016-2021 Prensa Latina
Agência Latino-americana de Notícias

Rádio – Publicações – Vídeos – Notícias a cada minuto.
Todos os Rigts Reservados.

Rua E No 454, Vedado, Havana, Cuba.
Telefones: (+53) 7 838 3496, (+53) 7 838 3497, (+53) 7 838 3498, (+53) 7 838 3499
Prensa Latina © 2021.