24 de January de 2022
nombre generico prensa latina

notícia

nombre generico prensa latina
Bandera portugal
Edição Portuguesa

NOTICIAS

Rússia apóia envio de forças CSTO para o Cazaquistão

Rússia apóia envio de forças CSTO para o Cazaquistão

Moscou, 6 Jan (Prensa Latina) O vice-presidente do Conselho da Federação Russa (Senado), Konstantín Kosachev, disse hoje que a carta da Organização do Tratado de Segurança Coletiva (CSTO) apóia o envio de tropas em apoio ao Cazaquistão.
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email

Não existe necessidade de decisões adicionais do Parlamento sobre o uso do Exército no marco da operação de manutenção da paz da OTSC no Kazajstán, já que o tratado e a carta da organização em seu momento foram ratificados por Moscou, escreveu o parlamentar no Facebook.

Ele esclareceu que a tarefa do bloco também formado por Armênia, Bielo-Rússia, Quirguistão, Rússia e Tadjiquistão será a proteção de instalações estatais e militares e assistência às forças da ordem, que devem se encarregar de restaurar a normalidade na nação asiática .

“Nossa missão é ajudá-los a preservar o país garantindo sua segurança, estabilidade, integridade territorial e soberania, conforme estabelecido pelo Tratado de Segurança Coletiva”, explicou Kosachev.

Salientou que o apoio do CSTO é legítimo tanto do ponto de vista da legislação interna dos países membros da organização, como do direito internacional. “Embora se possa imaginar como será avaliado por essas forças externas que gostariam de ver uma potência diferente no Cazaquistão”, disse ele.

Ele considerou que a operação de manutenção da paz do CSTO poderia ter sido evitada se os protestos sociais não tivessem chegado à fase de extremismo e transgressão da lei.

O senador chamou a atenção para o fato de que as manifestações de repúdio ao aumento dos preços do gás liquefeito foram acompanhadas da resposta das autoridades para congelar os preços e retirar o governo, medidas que, no entanto, não surtiram efeito.

Ele também se referiu à expansão da geografia dos protestos para quase todo o país e à mudança na retórica dos manifestantes da questão econômica e social para a política.

Ele alertou que tais reivindicações também receberam uma reação instantânea do Estado, com a substituição da liderança do Conselho de Segurança e a vontade expressa publicamente do presidente cazaque, Kasym-Zhomart Tokáyev, de empreender reformas no país. “Mas isso também não ajudou”, enfatizou.

Para o vice-presidente do Senado russo, as últimas ações extremistas como a tomada de prédios oficiais, a destruição de instituições públicas, o uso de armas, vandalismo e saques mostram que os fatos não ocorreram de forma espontânea.

“Em última análise, não se trata de gás, mas de energia, que será derrubada por todos os métodos disponíveis, o principal deles é o terror”, disse ele.

Segundo Kosachev, o conflito, que num estágio inicial parecia socioeconômico e, portanto, exclusivamente interno, “adquiriu características de uma destruição agressiva do sistema de governo do país por meios terroristas”.

mem/mml/jcfl

minuto por minuto
NOTAS RELACIONADAS
ÚLTIMO MINUTO
Logo Horizontal Prensa LAtina

© 2016-2021 Prensa Latina
Agência Latino-americana de Notícias

Rádio – Publicações – Vídeos – Notícias a cada minuto.
Todos os Rigts Reservados.

Rua E No 454, Vedado, Havana, Cuba.
Telefones: (+53) 7 838 3496, (+53) 7 838 3497, (+53) 7 838 3498, (+53) 7 838 3499
Prensa Latina © 2021.