26 de January de 2022
nombre generico prensa latina

notícia

nombre generico prensa latina
Bandera portugal
Edição Portuguesa

NOTICIAS

Presidente angolano defende diversificação da economia nacional

Presidente angolano defende diversificação da economia nacional

Luanda, 6 jan (Prensa Latina) O presidente de Angola, João Lourenço, disse hoje que a grande bandeira da luta do seu governo é a diversificação da economia nacional, com maior intervenção do sector privado.
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email

O Estado vai reduzir significativamente a sua participação directa na produção de bens e serviços, disse o presidente em entrevista colectiva a vários meios de comunicação de Luanda, incluindo a televisão pública (TPA).

Segundo o dignitário, a economia do país está muito nacionalizada, daí o surgimento do Propiv; ou seja, o Programa de Desestatização em curso para alienação de bens públicos ou com participação estatal.

Há três anos, garantiu, o executivo negociou uma linha de crédito com o banco alemão para atender exclusivamente ao setor privado e até agora apenas uma empresa (o grupo Carrinho) conseguiu provar que está habilitada a beneficiar, portanto, há disponível cerca de 800 milhões de euros.

Esta linha de crédito está amparada por aval do Estado angolano e é um dos poucos casos em que o país oferece tal seguro, disse o político, de acordo com excertos da sua intervenção divulgados pela TPA.

No que se refere ao combate à corrupção, notificou a abertura de mais de 2 mil 300 processos pela Procuradoria-Geral da República, de 2017 até o momento, por atos econômicos ilícitos, os chamados crimes de colarinho branco.

Dos processos interpostos, 330 já tramitaram em juízo e destes, 26 receberam as respetivas sentenças, algumas das quais foram confirmadas em segunda instância, uma vez que os arguidos recorreram ao seu direito de recorrer das sentenças iniciais, afirmou.

Lourenço frisou que o combate à corrupção decorre em estrita conformidade com a lei, sem qualquer tipo de enviesamento ou selectividade, com base nas provas dos crimes cometidos.

O também presidente do Movimento Popular de Libertação de Angola (MPLA) condenou as manifestações de bajulação e culto à personalidade, que considerou práticas nefastas.

Conforme indicado, as próximas eleições gerais ocorrerão em agosto de 2022, obedecendo às diretrizes da Constituição da República, e as chances de vitória nas urnas serão iguais para todos os candidatos.

O governante MPLA está preparado para enfrentar o adversário, sejam partidos sozinhos ou em aliança, defendeu.

glmv

minuto por minuto
NOTAS RELACIONADAS
ÚLTIMO MINUTO
Logo Horizontal Prensa LAtina

© 2016-2021 Prensa Latina
Agência Latino-americana de Notícias

Rádio – Publicações – Vídeos – Notícias a cada minuto.
Todos os Rigts Reservados.

Rua E No 454, Vedado, Havana, Cuba.
Telefones: (+53) 7 838 3496, (+53) 7 838 3497, (+53) 7 838 3498, (+53) 7 838 3499
Prensa Latina © 2021.