27 de January de 2022
nombre generico prensa latina

notícia

nombre generico prensa latina
Bandera portugal
Edição Portuguesa

NOTICIAS

Peru analisa medidas sem quarentena para terceira onda de infecções

Perú, Covid-19, medidas

Peru analisa medidas sem quarentena para terceira onda de infecções

Lima, 5 de dez (Prensa Latina) O Peru amanheceu hoje com a certeza de que a terceira onda de infecções por Covid-19 é uma realidade a ser enfrentada com a duplicação das medidas sanitárias e das restrições preventivas, mas exclui o confinamento.
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email

A chegada do novo surto do vírus, até o momento sem óbitos registrados, foi confirmada ontem à noite pelo ministro da Saúde, Hernando Cevallos, que anunciou medidas sanitárias para conter o avanço da doença, levando em consideração a experiência das duas ondas registada desde o início da pandemia, há quase dois anos.

Por sua vez, a Primeira-Ministra, Mirtha Vásquez, disse que o Governo também implementaria medidas restritivas, sem o confinamento que afetou gravemente a economia peruana, agora em processo de recuperação.

Disse que foi confirmado o anúncio da terceira onda, a nível internacional e avançando com a nova variante Ômicron, para que a população saiba o que o país enfrenta.

Acrescentou que, apesar de mais de 80 por cento dos maiores de 18 anos terem recebido duas doses contra o coronavírus e a aplicação do terceiro reforço estar a avançar, não é suficiente, pelo que a população pendente deve ser encorajada a ser vacinados.

Antecipou que está a ser analisada a eventual redução de capacidade em centros comerciais e outros espaços, bem como restrições de tráfego e mais teletrabalho e outras “medidas razoáveis que podemos adotar neste momento para enfrentar esta situação”.

A ministra da Saúde confirmou a prevalência da variante Delta do coronavírus e a crescente e rápida disseminação da variante Ômicron, principalmente na região metropolitana de Lima, que concentra cerca de um terço da população nacional.

A cidade dobrou o número de casos de coronavírus entre as semanas 49 e 52 do ano que acabou de terminar, enquanto em nível nacional o aumento foi de mais de 50 por cento.

Só na última semana do ano, o número de casos aumentou 25 por cento, passando de 11.766 para 14.688 e a Õmicron atinge 53 por cento das infecções em Lima e está presente na capital, na vizinha província del Callao e os de Arequipa, Junín, Ica, Pasco, Apurímac, Huancavelica e Ayacucho.

O Ministro Cevallos anunciou que, devido às características de efeitos leves ou moderados da Ômicron, o primeiro nível de atendimento será reforçado, de forma que, além de colocar os postos de saúde para funcionar 24 horas, serão instalados 750 pontos Covid ao longo o país para a atenção básica e para orientar a população.

msm / mrs / fav

minuto por minuto
NOTAS RELACIONADAS
ÚLTIMO MINUTO
Logo Horizontal Prensa LAtina

© 2016-2021 Prensa Latina
Agência Latino-americana de Notícias

Rádio – Publicações – Vídeos – Notícias a cada minuto.
Todos os Rigts Reservados.

Rua E No 454, Vedado, Havana, Cuba.
Telefones: (+53) 7 838 3496, (+53) 7 838 3497, (+53) 7 838 3498, (+53) 7 838 3499
Prensa Latina © 2021.