27 de January de 2022
nombre generico prensa latina

notícia

nombre generico prensa latina
Bandera portugal
Edição Portuguesa

NOTICIAS

Criticam retrocessos na educação da lei questionada no Uruguai

fgr_08_exjuxht_article_main_1200w-300x196

Criticam retrocessos na educação da lei questionada no Uruguai

Montevidéu, 3 jan (Prensa Latina) O membro do Instituto Nacional de Avaliação Educacional do Uruguai Pablo Caggiani criticou que a Lei de Urgência (LUC) mudou as coisas sem ter a ver com a forma como os cidadãos concebem a educação pública.
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email

Ele lembrou que no caso da LUC há um texto que surge depois das eleições de 2019 e que modifica o que o país levou décadas para construir depois da ditadura de 1985 e em um debate em 2006 do qual participaram 20 mil pessoas em assembléias territoriais.

Caggiani afirmou que essa legislação elimina a obrigatoriedade de referências familiares para matricular menores em um centro educacional e a facilidade de abono de família para filhos de trabalhadores, uma conquista dos anos 1940.

“Isso fragiliza claramente os instrumentos de garantia do direito à educação, quando crianças e adolescentes faltam à escola, e provoca uma situação de vulnerabilidade extra”, disse à revista Caras y Caretas.

Ele acrescentou que a LUC enfraquece a coordenação público-estado para fortalecer a participação da educação privada em um país onde as matrículas são distribuídas de 85 a 15% em favor da escola gratuita.

“Quando se olha para o interior do país, percebe-se que os motivos para dar maior destaque ao setor privado são claramente ideológicos e não têm a ver com uma visão de governança que se ajuste à realidade”, explica o ex-conselheiro da Direção de Educação Primária.

O especialista citou entre as objeções aos 135 artigos da LUC a serem revogados, a eliminação dos Conselhos de Educação Técnica Inicial e Primária, Secundária e Profissional pelas Direções Gerais de natureza unipessoal.

Caggiani interpretou que essa mudança está associada a uma construção ideológica do direito de que “professores organizados são um problema”, bem como à participação dos alunos e da sociedade em suas opiniões sobre o processo educativo.

jf / hr / ls

minuto por minuto
NOTAS RELACIONADAS
ÚLTIMO MINUTO
Logo Horizontal Prensa LAtina

© 2016-2021 Prensa Latina
Agência Latino-americana de Notícias

Rádio – Publicações – Vídeos – Notícias a cada minuto.
Todos os Rigts Reservados.

Rua E No 454, Vedado, Havana, Cuba.
Telefones: (+53) 7 838 3496, (+53) 7 838 3497, (+53) 7 838 3498, (+53) 7 838 3499
Prensa Latina © 2021.