22 de January de 2022
nombre generico prensa latina

notícia

nombre generico prensa latina
Bandera portugal
Edição Portuguesa

NOTICIAS

Milícia palestina alerta Israel sobre eventual morte de atacante

milicia-palestina-alerta-israel-sobre-eventual-morte-de-atacante

Milícia palestina alerta Israel sobre eventual morte de atacante

Ramallah, 1º jan (Prensa Latina) A organização Jihad Islâmica Palestina ameaçou hoje Israel com duras represálias no caso da morte de Hisham Abu Hawash, que está em greve de fome há 138 dias para exigir sua libertação.
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email

Em um comunicado divulgado na Faixa de Gaza e assinado por seu secretário-geral Ziyad al Nakhala, o grupo considerou que a morte de Hawash será considerada um assassinato e que as hostilidades terão início. “Todas as opções estão abertas e sobre a mesa, caso a ocupação (Israel) continue a adiar e evitar suas responsabilidades”, sublinha o texto.

O primeiro-ministro da Autoridade Nacional Palestina, Mohammad Shtayyeh, pediu no sábado que o país vizinho libertasse Hawash, mantido atrás das grades sob a política de detenção administrativa.

Criticada pela ONU e por grupos de direitos humanos, a chamada detenção administrativa é usada por Tel Aviv para prender palestinos em intervalos renováveis que variam normalmente de três a seis meses, com base em evidências não divulgadas de que até mesmo o advogado do réu está proibido de assistir.

A estação de televisão libanesa Al Mayadeen revelou que a Jihad Islâmica e especialmente sua ala militar: as brigadas Al Quds, evacuaram suas bases na Faixa de Gaza após o lançamento de dois foguetes esta manhã.

Os mísseis caíram na costa de Tel Aviv sem causar vítimas ou danos materiais. Milícias palestinas afirmaram que não foi um ataque intencional, mas um erro. Há uma semana, uma dúzia de grupos palestinos realizaram manobras em grande escala em Gaza, em meio a crescentes tensões e ameaças das Forças de Defesa de Israel (IDF) de lançar uma nova agressão.

Dias antes, representantes das milícias do Movimento de Resistência Islâmica (Hamas) e da Jihad Islâmica realizaram uma reunião para coordenar suas operações em caso de um possível confronto com as FDI.

Em dezembro, a ala militar do Hamas, as brigadas Ezzedin al Qassam, também realizaram um exercício só chamado Escudo de Jerusalém. Desde que esse grupo conquistou o poder do enclave costeiro em 2007, o estado vizinho aplica um bloqueio de ferro contra o território, apesar das críticas da comunidade internacional pelas consequências humanitárias para seus habitantes.

Ambas as formações alertaram recentemente para uma nova escalada caso o cerco e o processo de reconstrução da faixa continuem, devastada em maio passado por 11 dias de intenso bombardeio israelense, que causou a morte de mais de 250 pessoas e centenas de feridos.

Diante da pressão internacional, o Estado judeu prometeu após a ofensiva permitir a entrada de produtos básicos, materiais de construção e dinheiro para reabilitação, mas até o momento com várias justificativas tem limitado o processo.

mem / rob/glmv

minuto por minuto
NOTAS RELACIONADAS
ÚLTIMO MINUTO
Logo Horizontal Prensa LAtina

© 2016-2021 Prensa Latina
Agência Latino-americana de Notícias

Rádio – Publicações – Vídeos – Notícias a cada minuto.
Todos os Rigts Reservados.

Rua E No 454, Vedado, Havana, Cuba.
Telefones: (+53) 7 838 3496, (+53) 7 838 3497, (+53) 7 838 3498, (+53) 7 838 3499
Prensa Latina © 2021.