27 de January de 2022
nombre generico prensa latina

notícia

nombre generico prensa latina
Bandera portugal
Edição Portuguesa

NOTICIAS

Sete mil projetos ficaram inacabados no Afeganistão

Sete mil projetos ficaram inacabados no Afeganistão

Cabul, 28 dez (Prensa Latina) O Ministério das Finanças afegão anunciou hoje que, pelo menos, sete mil projetos do Programa Prioritário Nacional da Carta do Cidadão financiado pelo Banco Mundial permanecem inacabados no país.
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email

O porta-voz desse ministério, Ahmad Wali Haqmal, disse que o processo dessas obras estava paralisado, informou a agência de notícias afegã The Khaama Press.

Haqmal acrescentou que está em contato com o Banco Mundial para continuar financiando o programa, lançado em 2016 e dividido em três fases no valor de um bilhão de dólares em um período de 10 anos.

A primeira fase da iniciativa, que inclui 12.000 projetos em todo o país da Ásia Central, deveria ser concluída até o final de 2022, mas 7.000 projetos estão parcialmente concluídos.

O Afeganistão está passando por uma encruzilhada econômica quando os Estados Unidos congelaram US $ 9,4 bilhões de seus ativos em seus bancos.

A decisão da Casa Branca piorou a situação do Afeganistão, já que os preços dos alimentos e dos combustíveis dobraram, enquanto centenas de milhares de pessoas estão sem trabalho e as atividades financeiras caíram drasticamente.

Junto com Washington, o Banco Mundial bloqueou as contas dos projetos que foram desenvolvidos no Afeganistão.

Anteriormente, o Fundo Monetário Internacional suspendeu o acesso dos afegãos aos seus recursos, incluindo US $ 440 milhões em novas reservas monetárias.

A suspensão da assistência financeira atingiu duramente esta economia dependente de ajuda externa.

O Afeganistão, o sétimo país mais pobre do mundo, apresenta perspectivas econômicas sombrias, com mais de 23 milhões de pessoas ameaçadas pela fome.

O grupo armado do Taleban conquistou esta nação após a fuga do presidente Ashraf Ghani, cujo exército treinado e equipado pelos EUA de 300.000 homens desabou diante do rápido avanço dos fundamentalistas islâmicos radicais.

A Casa Branca desperdiçou US $ 2,26 trilhões na guerra do Afeganistão, de acordo com a Brown University, e após 20 anos de ocupação militar deixou milhares de civis mortos e um Afeganistão mais empobrecido.

mem / abm/bj

minuto por minuto
NOTAS RELACIONADAS
ÚLTIMO MINUTO
Logo Horizontal Prensa LAtina

© 2016-2021 Prensa Latina
Agência Latino-americana de Notícias

Rádio – Publicações – Vídeos – Notícias a cada minuto.
Todos os Rigts Reservados.

Rua E No 454, Vedado, Havana, Cuba.
Telefones: (+53) 7 838 3496, (+53) 7 838 3497, (+53) 7 838 3498, (+53) 7 838 3499
Prensa Latina © 2021.