21 de January de 2022
nombre generico prensa latina

notícia

nombre generico prensa latina
Bandera portugal
Edição Portuguesa

NOTICIAS

Panamá imuniza servidores públicos contra a Covid-19

Panamá imuniza servidores públicos contra a Covid-19

Panamá, 28 dez (Prensa Latina) O Ministério da Saúde (Minsa) do Panamá inicia hoje a vacinação dos servidores públicos como mais uma das medidas contra os novos positivos da pandemia da Covid-19.
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email

A instalação desses postos temporários de vacinação em instituições estaduais também se deve à detecção de nove infecções com a variante ômicron do vírus SARS-CoV-2, causador da doença, diz o órgão.

A situação atual levou as autoridades sanitárias a reiterar o apelo para maximizar as medidas de biossegurança e reduzir o período de administração da dose de reforço de seis para três meses, após a conclusão do esquema previsto.

Segundo estatísticas do Minsa, até a semana passada, cerca de 286.876 pessoas com mais de 16 anos receberam a dose de reforço.

O relatório do Programa Expandido de Imunização indica que até o momento 81,3% da população-alvo (acima de 12 anos) foi imunizada com duas doses – e 90,4% com uma injeção das empresas farmacêuticas Pfizer (Estados Unidos) ou da Anglo-Sueca AztraZeneca .

O dia denominado Operação Panavac-19 foi retomado na véspera, após um intervalo para as festas de Natal, com grande atendimento ao público em todos os pontos programados, especialmente nos shoppings, confirmou a Prensa Latina.

No istmo, a pandemia aumentou seus indicadores devido às tradicionais comemorações do Bicentenário da Independência da Espanha, há um mês, e às que são comemoradas no Natal e no Ano Novo, indicaram os epidemiologistas.

Nesse sentido, já proibiram as danças tradicionais na província central de Coclé, entre outros territórios.

Por sua vez, a Comissão Médica Negociadora Nacional (Comenenal) ressaltou que as medidas devem ser tomadas no Aeroporto Internacional de Tocumen, considerado a principal porta de entrada do coronavírus para a nação.

Segundo o Comenenal, o Panamá enfrenta sua quarta onda independentemente da vacinação, após o triunfalismo que a partir de setembro tomou os empresários locais e relaxou a vigilância.

Também criticam a atitude de quem chega a afirmar que as medidas de restrição e isolamento não foram corretas.

Eles também recomendam continuar a ver o tema do aeroporto de Tocumen como uma questão de segurança nacional.

Nessa linha, aconselham solicitar exames aos viajantes com 72 horas de antecedência e um novo na entrada do país, que deve ser de alto padrão.

Nas últimas 24 horas, o Panamá registrou 574 novos casos da doença e duas mortes, para um acumulado desde março de 2020 de 488.341 infectados e 7.418 mortes, respectivamente.

msm/ga/cm

minuto por minuto
NOTAS RELACIONADAS
ÚLTIMO MINUTO
Logo Horizontal Prensa LAtina

© 2016-2021 Prensa Latina
Agência Latino-americana de Notícias

Rádio – Publicações – Vídeos – Notícias a cada minuto.
Todos os Rigts Reservados.

Rua E No 454, Vedado, Havana, Cuba.
Telefones: (+53) 7 838 3496, (+53) 7 838 3497, (+53) 7 838 3498, (+53) 7 838 3499
Prensa Latina © 2021.