18 de January de 2022
nombre generico prensa latina

notícia

nombre generico prensa latina
Bandera portugal
Edição Portuguesa

NOTICIAS

ONU destaca necessidade de preparação para futuras pandemias

ONU destaca necessidade de preparação para futuras pandemias

Nações Unidas, 28 dez (Prensa Latina) As autoridades da ONU insistem na necessidade de se preparar para futuras pandemias, já que hoje soam alarmes em todo o mundo devido à disseminação acelerada da variante ômicron do coronavírus que causa a Covid-19.
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email

Segundo o secretário-geral das Nações Unidas, António Guterres, a Covid-19 não será a última pandemia que o mundo deverá enfrentar e, por isso, é urgente estar preparado para enfrentar qualquer crise semelhante.

Em sua mensagem na véspera por ocasião do Dia Internacional de Preparação para Epidemias, a manchete destacava que as doenças infecciosas continuam a ser um perigo que assola os países e qualquer surto – onde quer que surja – pode se transformar em uma pandemia.

Nesse sentido, ele pediu maiores investimentos destinados a melhorar a vigilância, a detecção precoce e os planos de resposta rápida, especialmente nos estados mais vulneráveis.

Da mesma forma, ele pediu o fortalecimento dos sistemas locais de atenção primária à saúde para evitar que eles entrem em colapso, garantindo que todas as pessoas tenham acesso às vacinas em condições equitativas e alcançando a cobertura universal de saúde.

Guterres enfatizou a necessidade de promover a solidariedade global para que todos os países possam impedir a propagação de doenças infecciosas assim que detectem um surto.

Por sua vez, o diretor da Organização Mundial da Saúde (OMS), Tedros Adhanom Ghebreyesus, alertou há poucos dias que a ômicron estava” se espalhando a uma taxa que não havíamos visto em nenhuma das variantes anteriores”.

Essa variante pode causar infecções mesmo em vacinados e recuperados da Covid-19, ele enfatizou.

O chefe da OMS destacou que devem ser retomados os esforços para aumentar o número de vacinados em todo o mundo, pois 2022 “deve ser o ano em que acabaremos com a pandemia.

Mas, disse Ghebreyesus, para realizar essa ambição é urgente que as vacinas e outros tratamentos contra a Covid-19 cheguem aos territórios mais pobres. De acordo com dados da OMS, a Covid-19 continua a causar cerca de 50 mil mortes por semana, dois anos após o início da pandemia, e mais de 276 milhões de infecções e 5,3 milhões de infecções são registradas em todo o mundo.

oda/ifb/cm

minuto por minuto
NOTAS RELACIONADAS
ÚLTIMO MINUTO
Logo Horizontal Prensa LAtina

© 2016-2021 Prensa Latina
Agência Latino-americana de Notícias

Rádio – Publicações – Vídeos – Notícias a cada minuto.
Todos os Rigts Reservados.

Rua E No 454, Vedado, Havana, Cuba.
Telefones: (+53) 7 838 3496, (+53) 7 838 3497, (+53) 7 838 3498, (+53) 7 838 3499
Prensa Latina © 2021.