27 de January de 2022
nombre generico prensa latina

notícia

nombre generico prensa latina
Bandera portugal
Edição Portuguesa

NOTICIAS

Proteção do ministro israelense reforçada após criticar colonos

ISrael, ministro, protección, seguridad, reforzamiento

Proteção do ministro israelense reforçada após criticar colonos

Tel Aviv, 27 de dezembro (Prensa Latina) O ministro da Segurança Pública de Israel, Omer Barlev, revelou hoje que recebeu proteção ininterrupta após ameaças de morte de setores de extrema direita e colonos, após criticar a violência destes contra os palestinos.
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email

Sem citar nomes, mas referindo-se claramente a Yamina, a formação do primeiro-ministro Naftali Bennett, Barlev afirmou que alguns parceiros da coalizão governante o tornaram “o inimigo” dos colonos.

“Eles se manifestaram contra mim e me fizeram inimigo de todos os colonos”, enfatizou o oficial durante uma reunião da facção do Partido Trabalhista no Knesset (parlamento).

Ele atribuiu a campanha a três ministros, que a imprensa nacional identificou como o chefe do Interior, Ayelet Shaked; de Assuntos Religiosos, Matan Kahana, de Yamina e de Comunicações, Yoaz Handel, do grupo Nueva Esperanza, uma separação do Likud de extrema direita.

“A partir desta manhã, estou sob vigilância 24 horas por dia, sete dias por semana (…) Os criminosos árabes não me ameaçam, os judeus israelenses me ameaçam”, escreveu ele um pouco antes no Twitter.

Barlev condenou a violência de colonos nas áreas ocupadas na semana passada durante uma reunião com a subsecretária de Estado para Assuntos Políticos dos EUA, Victoria Nuland.

Em resposta, setores de direita no poder e na oposição, liderados pelo Likud, atacaram a autoridade.

O próprio primeiro-ministro saiu em defesa dos colonos, descrevendo seus ataques contra os palestinos como um fenômeno marginal, que por sua vez foi duramente questionado pela esquerda, pelos árabes israelenses e por várias organizações de direitos humanos.

Pouco depois, um homem foi preso por escrever no Facebook em referência a Barlev: “Espero que você seja linchado, traidor”.

Mais de 600.000 colonos vivem na Cisjordânia e em Jerusalém Oriental, áreas ocupadas por Israel desde a guerra de 1967.

De acordo com o Shin Bet (o serviço de segurança interna), um aumento de 50% nos ataques de extremistas judeus contra palestinos foi relatado em 2020, que denunciam que os agressores raramente são processados.

rgh / rob / glmv

minuto por minuto
NOTAS RELACIONADAS
ÚLTIMO MINUTO
Logo Horizontal Prensa LAtina

© 2016-2021 Prensa Latina
Agência Latino-americana de Notícias

Rádio – Publicações – Vídeos – Notícias a cada minuto.
Todos os Rigts Reservados.

Rua E No 454, Vedado, Havana, Cuba.
Telefones: (+53) 7 838 3496, (+53) 7 838 3497, (+53) 7 838 3498, (+53) 7 838 3499
Prensa Latina © 2021.