22 de January de 2022
nombre generico prensa latina

notícia

nombre generico prensa latina
Bandera portugal
Edição Portuguesa

NOTICIAS

Panamá insiste na vacinação contra Covid-19

Panamá insiste na vacinação contra Covid-19

Panamá insiste na vacinação contra Covid-19

Panamá, 26 de dezembro (Prensa Latina) Autoridades sanitárias panamenhas insistem hoje no processo de vacinação, após o preocupante aumento de novas infecções e a possível transmissão comunitária da variante Omicron do coronavírus SARS-CoV-2, causadora do Covid -19.
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email

Segundo o último relatório do Ministério da Saúde (Minsa), a semana epidemiológica 51 (de 19 a 25 de dezembro) encerrou com 4.141 casos, o que representa 1.651 a mais que a anterior (de 12 a 18 de dezembro), quando 2.490 foram registrados, ou seja, um aumento de 66,3 por cento.

O portfólio destaca que embora as internações em enfermaria e unidades de terapia intensiva tenham aumentado de 135 na semana epidemiológica anterior para 165 nos últimos sete dias, o impacto positivo da vacinação é evidente, pois para essa mesma data em 2020 foram contabilizados 2.031.

A este respeito, o Ministro da Saúde, Luís Francisco Sucre, insistiu no apelo à população para que mantenha as medidas de biossegurança nestas festas de fim de ano, bem como a importância da vacinação.

O oficial pediu para não participar de reuniões de massa e “manter distanciamento físico com pessoas que não sabemos se estão vacinadas”, disse ele.

Até o momento, o Panamá atingiu mais de 81% da população-alvo – mais de 12 anos de idade – com as duas doses do calendário de vacinação.

O processo será retomado amanhã, segunda-feira, após uma pausa para as festas de Natal, disse Sucre, acrescentando que até ao final do ano aspira a não mais mortes pela pandemia e a manter o controle dos números, “mas vai depender de todos nós”, frisou.

Ele lembrou que até o momento não foram adotadas novas restrições, embora os feriados públicos tenham sido suspensos para o Natal ou o final do ano.

O Minsa destacou em relatório recente que o aumento das infecções havia sido previsto após as tradicionais festividades de novembro passado relacionadas com o Bicentenário da Independência da Espanha.

Por outro lado, a identificação da variante Omicron nesta semana em nove pessoas, enquanto outras 17 são suspeitas, levou as autoridades a reiterar o apelo à manutenção das medidas de biossegurança e à vacinação.

O executivo decidiu reduzir de seis para três meses o tempo para a administração de uma dose de reforço para maiores de 16 anos.

O assessor do Consórcio de Pesquisa de Vacinas Covid-19, Eduardo Ortega, disse que o aumento de casos pressagia uma quarta onda com a presença de Omícron.

A primeira foi em agosto de 2020, a segunda em dezembro daquele ano e a terceira entre abril e agosto deste 2021, mas o país -segundo Ortega- já demonstrou com a Delta que sabe como lidar com essa situação.

acl / ga / hb

minuto por minuto
NOTAS RELACIONADAS
ÚLTIMO MINUTO
Logo Horizontal Prensa LAtina

© 2016-2021 Prensa Latina
Agência Latino-americana de Notícias

Rádio – Publicações – Vídeos – Notícias a cada minuto.
Todos os Rigts Reservados.

Rua E No 454, Vedado, Havana, Cuba.
Telefones: (+53) 7 838 3496, (+53) 7 838 3497, (+53) 7 838 3498, (+53) 7 838 3499
Prensa Latina © 2021.