21 de January de 2022
nombre generico prensa latina

notícia

nombre generico prensa latina
Bandera portugal
Edição Portuguesa

NOTICIAS

China rejeita lei e acusações dos EUA sobre suposto abuso em Xinjiang

China rejeita lei e acusações dos EUA sobre suposto abuso em Xinjiang

Beijing, 24 dez (Prensa Latina) A China rejeitou hoje uma lei aprovada nos Estados Unidos e acusações de suposto abuso de minorias étnicas em Xinjiang (noroeste), depois de exigir que parasse de se intrometer em seus assuntos internos.
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email

O Ministério das Relações Exteriores disse em uma declaração que a chamada legislação de Prevenção ao Trabalho Forçado Uighur prejudica maliciosamente a situação dos direitos humanos na região, sem levar em conta os fatos e a verdade.

De acordo com a declaração, a lei estadunidense viola o direito internacional e as normas básicas das relações entre diferentes países do mundo, além de ser um ato de interferência.

O Ministério das Relações Exteriores considerou as acusações de supostos “trabalho forçado” e “genocídio” em Xinjiang como mentiras viciosas, acrescentando que o desenvolvimento econômico e a estabilidade social de Xinjiang são reconhecidos por todo o mundo e seus grupos étnicos desfrutam de uma vida feliz e gratificante.

“O lado estadunidense continua a usar questões relacionadas a Xinjiang para criar rumores e problemas. Eles estão essencialmente realizando manipulação política e coerção econômica, e procuram minar a prosperidade e estabilidade de Xinjiang e conter o desenvolvimento da China usando os direitos humanos como pretexto”, disse ele.

O texto também denunciava os problemas de tráfico de pessoas, trabalho forçado e crimes contra a humanidade contra a população nativa em solo americano.

Ele enfatizou que as questões relacionadas a Xinjiang não têm nada a ver com os direitos humanos, e são essencialmente destinadas a combater o terrorismo violento e o separatismo.

Finalmente, ele instou Washington a corrigir o erro imediatamente e parar de usar a questão “para espalhar mentiras, interferir nos assuntos internos da China e conter seu desenvolvimento. A China aumentará a proporção de sua resposta em função da evolução da situação”.

mem/ymr/vmc

minuto por minuto
NOTAS RELACIONADAS
ÚLTIMO MINUTO
Logo Horizontal Prensa LAtina

© 2016-2021 Prensa Latina
Agência Latino-americana de Notícias

Rádio – Publicações – Vídeos – Notícias a cada minuto.
Todos os Rigts Reservados.

Rua E No 454, Vedado, Havana, Cuba.
Telefones: (+53) 7 838 3496, (+53) 7 838 3497, (+53) 7 838 3498, (+53) 7 838 3499
Prensa Latina © 2021.