26 de January de 2022
nombre generico prensa latina

notícia

nombre generico prensa latina
Bandera portugal
Edição Portuguesa

NOTICIAS

Filipinas em estado de calamidade devido ao tufão Rai

Filipinas em estado de calamidade devido ao tufão Rai

Manila, 22 de dez (Prensa Latina) O presidente Rodrigo Duterte declarou estado de calamidade nas Filipinas hoje depois que o tufão Rai causou 375 mortes, centenas de milhares de vítimas e perdas materiais milionárias.
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email

A decisão vai acelerar os esforços de resgate e salvamento e criar condições para controlar os preços dos produtos nas áreas afetadas, disse o presidente em entrevista coletiva.

Entretanto, o porta-voz da Presidência, Karlo Nograles, informou que começaram a chegar os primeiros carregamentos de ajuda material de outros países a pedido da Cruz Vermelha Nacional, de organizações não governamentais e do próprio Governo.

Há alguns dias, as Nações Unidas classificaram a situação nas Filipinas de “devastação total”.

Categorizado como supertufão e o pior tufão do ano do arquipélago, o Rai atingiu as ilhas do centro-sul do país de quinta a sábado da semana passada, mas ainda dezenas de milhares de pessoas estão isoladas devido às enchentes e estradas obstruídas por deslizamentos de terra.

As forças militares levam água, alimentos e suprimentos por ar ou mar, enquanto outras tropas e a polícia vigiam os shopping centers para evitar saques.

O Departamento de Bem-Estar Social e Desenvolvimento estima mais de 1.800.000 vítimas.

As Filipinas são atingidas por cerca de 20 tempestades e tufões a cada ano. O mais devastador foi o Haiyan, que matou cerca de 7.300 pessoas em 2013.

rgh / asg / fav

minuto por minuto
NOTAS RELACIONADAS
ÚLTIMO MINUTO
Logo Horizontal Prensa LAtina

© 2016-2021 Prensa Latina
Agência Latino-americana de Notícias

Rádio – Publicações – Vídeos – Notícias a cada minuto.
Todos os Rigts Reservados.

Rua E No 454, Vedado, Havana, Cuba.
Telefones: (+53) 7 838 3496, (+53) 7 838 3497, (+53) 7 838 3498, (+53) 7 838 3499
Prensa Latina © 2021.