20 de January de 2022
nombre generico prensa latina

notícia

nombre generico prensa latina
Bandera portugal
Edição Portuguesa

NOTICIAS

Alcance do método de alfabetização cubano se destaca no Panamá

Alcance do método de alfabetização cubano se destaca no Panamá

Panamá, 22 dez (Prensa Latina) As autoridades educacionais panamenhas destacaram a abrangência do método de alfabetização cubano Sí, yo puedo (Sim, eu posso), que hoje dá suporte aos planos nacionais de ensino da leitura e de escrita.
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email

Em nome da ilha, o professor Alfonso Cruz, Coordenador Nacional do Programa de Alfabetização, elogiou o frequente reconhecimento que recebe de executivos como a Ministra do Desenvolvimento Social (Mides), María Inés Castillo, em reuniões de trabalho ou na entrega de certificados para novos letrados em regiões e províncias.

Os idosos, assim como as mulheres e indígenas que vivem em áreas de difícil acesso, destacam-se entre as pessoas que adquirem esse conhecimento.

Cruz disse que estava orgulhoso nesta quarta-feira por ocasião do 60º aniversário da declaração de Cuba como território livre de analfabetismo, pela contribuição ao Istmo do método criado por educadores como a cubana Leonela Relys Díaz (falecida em 2015).

É gratificante ver os resultados que o programa local Muévete (Mova-se) por Panamá acumula até agora, afirmou.

De acordo com as estatísticas do Mides, este ano mais de mil panamenhos aprenderam a ler e escrever em meio às difíceis condições geradas pela pandemia de Covid-19.

Até o final de dezembro, a previsão é de que outras 258 pessoas que estão cursando atualmente se alfabetizem.

As aulas se concentram principalmente na região de Ngabe Buglé, nas províncias de Chiriquí, Los Santos, Bocas del Toro, Leste e Oeste do Panamá, como ficou conhecido.

Com duração de sete semanas, o programa facilita o ingresso de beneficiários interessados no sistema educacional e de trabalho, por meio de alianças entre Mides, Ministério da Educação e Instituto Nacional de Formação Profissional e Capacitação para o Desenvolvimento Humano, empresas privadas e outros.

Dessa forma, destacam, contribui para a redução da pobreza e da pobreza extrema e para a elevação da qualidade de vida dos estudantes.

Desde sua implantação no Panamá em 2007, o sistema de aprendizagem já beneficiou mais de 78 mil pessoas.

Entre 2002 e 2021, mais de 10 milhões de pessoas em 130 países aprenderam a ler e escrever com o método Sim, eu posso, que permitiu a várias nações do continente como Venezuela e Bolívia, entre outras, receberem o certificado de livres do analfabetismo pela Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco).

msm/ga

minuto por minuto
NOTAS RELACIONADAS
ÚLTIMO MINUTO
Logo Horizontal Prensa LAtina

© 2016-2021 Prensa Latina
Agência Latino-americana de Notícias

Rádio – Publicações – Vídeos – Notícias a cada minuto.
Todos os Rigts Reservados.

Rua E No 454, Vedado, Havana, Cuba.
Telefones: (+53) 7 838 3496, (+53) 7 838 3497, (+53) 7 838 3498, (+53) 7 838 3499
Prensa Latina © 2021.