15 de August de 2022
nombre generico prensa latina

notícia

nombre generico prensa latina
Bandera portugal
Edição Portuguesa

NOTICIAS

Primeiro ministro do Japão descarta participação em Pequim-2022

Primeiro ministro do Japão descarta participação em Pequim-2022

Toquio, 16 Dez (Prensa Latina) O primeiro ministro do Japão Fumio Kishida, descartou hoje participar das Olimpiadas y Paralimpiadas de Inverno Beijing-2022 e ainda não falou de boicote diplomático, os representantes de China o pediram a não "misturar política e esporte".
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email

De acordo com a imprensa local, o presidente disse em sessão parlamentar que “por enquanto, ele pessoalmente não tem planos de comparecer” ao evento poliesportivo, mas não especificou nada sobre o envio de funcionários de seu Executivo.

“Tomaremos uma decisão em tempo hábil, levando em consideração as várias circunstâncias e do ponto de vista dos interesses nacionais”, reiterou Kishida.

Dias atrás, o dignitário levantou posição semelhante e indicou que seu governo analisará em profundidade a questão de Pequim-2022, após o boicote diplomático iniciado pelos Estados Unidos sob o argumento de que a China supostamente viola os direitos humanos das minorias étnicas uigures região autônoma de Xinjiang.

O dirigente japonês ainda garantiu que examinará bem o significado do evento esportivo em termos de diplomacia e também levará em consideração outros fatores antes de dar qualquer passo com sua determinação.

No entanto, esta quinta-feira, o embaixador de Pequim aqui, Kong Xuanyou, apelou ao executivo local para se abster de “misturar política e desporto”, após ouvir as declarações do primeiro-ministro Fumio. O Japão – acrescentou ele – deve responder com boa vontade à China, que os apoiou nos Jogos de Tóquio.

O diplomata rejeitou as acusações e mentiras de algumas forças no território japonês sobre os direitos humanos em Xinjiang e em Hong Kong, considerando-as “uma jogada perigosa” com consequências para as relações bilaterais.

A China reafirmou sua confiança em sediar com sucesso os 24 Jogos Olímpicos e Paraolímpicos de Inverno Pequim-2022, apesar do fato de que mais potências apoiaram os Estados Unidos no lançamento de um boicote diplomático ao evento.

No entanto, ele reiterou sua rejeição à politização da luta e prometeu contramedidas.

Embora Estados Unidos, Canadá, Reino Unido e Austrália não enviem delegações oficiais a Pequim-2022, eles permitirão a participação de seus atletas nacionais.

A China negou repetidamente as acusações sobre os supostos abusos em Xinjiang, com uma forte presença de muçulmanos; e previu o fracasso de uma campanha voltada para a politização das competições, o que tornará sua capital a única cidade do planeta a receber as duas variantes da luta internacional após sediar o verão de 2008.

Por sua vez, o presidente do Comitê Olímpico Internacional, Thomas Bach, chamou a não utilização do evento poliesportivo para aquecer as tensões globais e lembrou que a presença de atletas é um assunto acordado por toda a comunidade mundial.

mem/ymr/jcfl

minuto por minuto
NOTAS RELACIONADAS
ÚLTIMO MINUTO
Logo Horizontal Prensa LAtina

© 2016-2021 Prensa Latina
Agência Latino-americana de Notícias

Rádio – Publicações – Vídeos – Notícias a cada minuto.
Todos os Rigts Reservados.

Rua E No 454, Vedado, Havana, Cuba.
Telefones: (+53) 7 838 3496, (+53) 7 838 3497, (+53) 7 838 3498, (+53) 7 838 3499
Prensa Latina © 2021.