27 de January de 2022
nombre generico prensa latina

notícia

nombre generico prensa latina
Bandera portugal
Edição Portuguesa

NOTICIAS

Energia fotovoltaica para o Instituto Finlay de Cuba em 2022

Energia fotovoltaica para o Instituto Finlay de Cuba em 2022

Madri, 15 dez (Prensa Latina) O Instituto Finlay de Vacinas (IFV) de Cuba terá energia fotovoltaica (energia solar) em 2022 graças à colaboração da Sodepaz da Espanha e de outras entidades, divulgou-se hoje.
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email

A Sodepaz (Solidariedade para o Desenvolvimento e a Paz), uma das mais ativas na cooperação com a ilha caribenha na Espanha, é a promotora do projeto junto com Cubasolar, que permitirá a eletrificação do IFV, entidade com um longo e bem sucedido percurso recorde na criação e produção, as mais recentes contra a Covid-19.

Segundo um comunicado de imprensa o qual teve acesso a Prensa Latina, em 2022, Cubasolar e Sodepaz vão melhorar a eficiência energética do IFV para garantir a sustentabilidade nos processos de pesquisa e produção de vacinas cubanas, incluindo aquelas que enfrentam a pandemia do novo coronavírus.

Para fazer avançar o programa está previsto um investimento superior a um milhão de euros, tanto na aquisição de equipamentos como na instalação dos mesmos.

O co-financiamento do projeto da Agência Andaluza de Cooperação Internacional para o Desenvolvimento (Aacid) e da Agência Espanhola de Cooperação para o Desenvolvimento (Aecid) foi finalizado nos últimos dias, explicou.

O Instituto Finlay possui uma plataforma de ciclo fechado, com o processo completo de desenvolvimento de uma vacina (Pesquisa-Desenvolvimento-Produção-Comercialização e Acompanhamento Pós-venda) para obter seus produtos destinados a solucionar problemas de saúde da população cubana e mundial, detalhou a fonte.

Os detalhes do projeto incluem a instalação de 1.200 painéis solares para dar início a um sistema de conexão à rede fotovoltaica de 300 kWp, com capacidade para produzir 1.500 kWh por dia, 547 megawatts horas por ano.

Da mesma forma, a substituição de três mil lâmpadas fluorescentes por lâmpadas LED eficientes e de 40 lâmpadas perimetrais por 30 lâmpadas LED e 10 lâmpadas fotovoltaicas.

Desta forma, será possível reduzir o consumo de eletricidade da planta 3% para 60%.

Além disso, está prevista a compra de veículos elétricos para garantir uma mobilidade sustentável.

Em novembro, foi realizada a primeira reunião com a direção do Instituto Finlay para coordenar o início do projeto.

Num texto de referência, Sodepaz sublinhou que parece que ninguém se preocupa em deixar a maior crise sanitária do nosso tempo nas mãos de um punhado de empresas farmacêuticas multinacionais.

“Neste complexo contexto internacional, Cuba aparece como o único país do Sul com capacidade e recursos para pesquisar e produzir vacinas contra o vírus SARS-CoV-2”, acrescentou.

Para finalizar, o grupo solidário ressaltou que entende o projeto como um passo importante para garantir a soberania sanitária de Cuba e uma importante ação de cooperação triangular, já que as vacinas cubanas contra Covid-19 são utilizadas em países como Nicarágua, Venezuela, México, Irã e Vietnã.

A IFV é a criadora das vacinas Soberana 01, 02 e Plus.

rgh/ft/cm

minuto por minuto
NOTAS RELACIONADAS
ÚLTIMO MINUTO
Logo Horizontal Prensa LAtina

© 2016-2021 Prensa Latina
Agência Latino-americana de Notícias

Rádio – Publicações – Vídeos – Notícias a cada minuto.
Todos os Rigts Reservados.

Rua E No 454, Vedado, Havana, Cuba.
Telefones: (+53) 7 838 3496, (+53) 7 838 3497, (+53) 7 838 3498, (+53) 7 838 3499
Prensa Latina © 2021.