24 de January de 2022
nombre generico prensa latina

notícia

nombre generico prensa latina
Bandera portugal
Edição Portuguesa

NOTICIAS

Denunciada a grave situação da classe trabalhadora na Colômbia

classe trabalhadora na Colômbia

Denunciada a grave situação da classe trabalhadora na Colômbia

Bogotá, 11 dez (Prensa Latina) O Comitê Nacional de Paralisação (CNP) assegurou que a classe trabalhadora colombiana está hoje em um momento histórico crítico devido à presença de "um governo neoliberal, antidemocrático e fascista e à exacerbação da ação paramilitar".
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email

Esta administração viola seletivamente os direitos humanos dos trabalhadores, declarou o CNP em uma proclamação.

“A busca permanente para compreender os fatores que moldam a violência contra o movimento sindical, social e popular exige o papel decisivo da classe trabalhadora para denunciar e deter o genocídio social e político ao qual está sendo submetida”, enfatizou.

Portanto, acrescentou, é necessário levantar as bandeiras da luta pela vida e pela paz, contra um modelo econômico e político que oprime o povo colombiano.

Além disso, é urgente reconhecer a luta e a resistência desenvolvidas pelos sindicatos, organizações sociais e populares, camponeses, povos indígenas, muitos deles representados no CNP, durante os últimos anos, enfrentando os discursos e práticas de violação permanente dos direitos humanos, sublinhou.

Ele reconheceu as ações de jovens, artistas, profissionais e acadêmicos que contribuíram com importantes elementos de ação e reflexão no contexto da explosão social de diferentes bairros, expressões sociais e jurídicas, algumas delas expressas nas chamadas linhas de frente.

“Hoje, em tempos de violência física, simbólica e estrutural contra centros de trabalhadores, sindicatos, organizações e defensores dos direitos humanos, nos assumimos como sujeitos históricos que através de nossas práticas de luta e resistência”, enfatizou ele.

O CNP ratificou o exercício de luta e resistência em todas as regiões do país, sindicatos, organizações sociais e populares, para defender e exigir os direitos humanos a partir de perspectivas críticas, democráticas e de mudança política.

Para o CNP, ao assumir nosso papel de defensores dos direitos humanos, estabelece que a crise social e econômica na qual a Colômbia se encontra, surge de uma série de contrarreformas causadas pela globalização neoliberal, em escala nacional e internacional, que violou seletivamente os direitos humanos da população”.

A organização culpou os vários governos neoliberais do país pelo não cumprimento da Constituição e pelas violações dos direitos humanos, especialmente nos últimos 30 anos, tais como assassinatos pelas forças militares.

Tudo isso, além das violações, desaparecimentos, mutilações oculares, julgamentos extrajudiciais no âmbito da greve nacional, massacres, extermínio seletivo de defensores dos direitos humanos, líderes sociais e signatários do Acordo de Paz, detenções arbitrárias e batidas contra jovens, o texto conclui.

rgh/otf/vmc

minuto por minuto
NOTAS RELACIONADAS
ÚLTIMO MINUTO
Logo Horizontal Prensa LAtina

© 2016-2021 Prensa Latina
Agência Latino-americana de Notícias

Rádio – Publicações – Vídeos – Notícias a cada minuto.
Todos os Rigts Reservados.

Rua E No 454, Vedado, Havana, Cuba.
Telefones: (+53) 7 838 3496, (+53) 7 838 3497, (+53) 7 838 3498, (+53) 7 838 3499
Prensa Latina © 2021.