20 de January de 2022
nombre generico prensa latina

notícia

nombre generico prensa latina
Bandera portugal
Edição Portuguesa

NOTICIAS

Violações dos direitos humanos no mundo são denunciadas em Cuba

Foro-Antiimperialista-en-Defensa-de-los-Pueblos.

Violações dos direitos humanos no mundo são denunciadas em Cuba

Havana, 9 Dez (Prensa Latina) As violações dos direitos das crianças, dos jovens e das mulheres nas nações onde reinam o capitalismo e o neoliberalismo foram denunciadas hoje nesta capital em um Fórum Antiimperialista em Defesa dos Povos.
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email

O evento, que decorre virtualmente até amanhã, é convocado por organizações da sociedade civil e outras instituições cubanas no âmbito das ações por ocasião do Dia Mundial dos Direitos do Homem, celebrado a cada 10 de dezembro.

Na sessão, representantes estudantis da Colômbia e da República Árabe Sarauí Democrática, referiram-se à situação das crianças e jovens em seus respectivos países, em um contexto de violência marcado pela repressão governamental e pela falta de oportunidades para os setores mais importantes e desfavorecidos.

Em contrapartida, Hamlet Álvarez, líder do ensino médio cubano, considerou que na ilha as crianças, jovens e adolescentes gozam de direitos fundamentais, garantidos pelo Estado e pela Constituição.

No entanto, advertiu que o bloqueio aos Estados Unidos, intensificado nos últimos anos, é a mais longa afronta aos direitos humanos dos cubanos, mas as adversidades que gera – disse – constituem um incentivo para aumentar a criatividade, aumentar a capacidade de resistência. e confiança na Revolução.

No bloco dedicado ao problema das mulheres, participantes da Espanha, Austrália e Líbano insistiram nas desigualdades de gênero em seus respectivos países, agravadas pela pandemia do Covid-19.

A este respeito, a presidente do Movimento Democrático de Mulheres da Espanha, María Cristina Simón Alcaraz, destacou que a pandemia agravou essa situação, reforçou a violência sexista e mostrou as carências políticas e institucionais para enfrentá-la.

Ele fez uma referência especial aos problemas das mulheres migrantes, que também são vítimas do tráfico de pessoas e do racismo.

Enquanto isso, a líder da Liga pelos Direitos da Mulher Libanesa, Wafika Ibrahim, denunciou a estratégia imperialista focada em sanções unilaterais e arbitrárias contra outros países.

Para Dania Rodríguez, funcionária da Direção Nacional da Federação das Mulheres Cubanas, na Ilha existe a vontade política de promover e garantir a igualdade de gênero e um modelo inclusivo que beneficie todas as pessoas com igualdade.

No entanto, considerou o principal obstáculo ao pleno gozo dos direitos fundamentais de todos os cubanos, o bloqueio dos Estados Unidos, que descreveu como “a arma mais persistente e o eixo da hostilidade de Washington contra Cuba”.

O fórum virtual é avaliado por seus promotores como um chamado à unidade para enfrentar a ingerência, o colonialismo, a ocupação estrangeira e todas as formas de discriminação.

Expressa também a condenação do imperialismo como o principal responsável pelas violações dos direitos humanos no mundo, desigualdades, exclusão e pobreza.

gas/rc/jcfl

minuto por minuto
NOTAS RELACIONADAS
ÚLTIMO MINUTO
Logo Horizontal Prensa LAtina

© 2016-2021 Prensa Latina
Agência Latino-americana de Notícias

Rádio – Publicações – Vídeos – Notícias a cada minuto.
Todos os Rigts Reservados.

Rua E No 454, Vedado, Havana, Cuba.
Telefones: (+53) 7 838 3496, (+53) 7 838 3497, (+53) 7 838 3498, (+53) 7 838 3499
Prensa Latina © 2021.