21 de January de 2022
nombre generico prensa latina

notícia

nombre generico prensa latina
Bandera portugal
Edição Portuguesa

NOTICIAS

Bolívia inicia vacinação de crianças de 5 a 11 anos

Bolivia, Covid-19, nios, vacunación

Bolívia inicia vacinação de crianças de 5 a 11 anos

La Paz, 9 dez (Prensa Latina) A Bolívia começa hoje a vacinar crianças de 5 a 11 anos contra o coronavírus SARS-CoV-2, causador da Covid-19, após a doação ao país de três milhões de doses do Sinopharm Inoculante chinês.
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email

O presidente Luis Arce anunciou na véspera no Twitter que os “especialistas do @SaludDeportesBo trabalharam intensamente nas últimas semanas para reunir informações, avaliar estudos e relatórios internacionais e foi decidido que a vacina #Sinopharm, autorizada para crianças em diversos países

Salientou na rede social que “a infância é acima de tudo, a sua segurança e bem-estar são a segurança e o bem-estar da #Bolivia do futuro; portanto, decidimos que, a partir de amanhã (hoje), quinta-feira, dezembro 9, a vacinação contra # Covid19 será estendida a crianças entre 5 e 11 anos de idade.

O presidente lembrou em outro tweet que outra equipe fez negociações diplomáticas com a China, que “generosamente prometeu doar três milhões de doses dessa vacina, que chegará ao país antes do final do ano e será usada exclusivamente para crianças” de essa faixa etária.

Em mensagem presidencial ontem, o chefe de Estado sul-americano anunciou que nos próximos dias os aviões da Boliviana de Aviación irão ao país asiático para coletar os lotes de vacinas que vão beneficiar mais de um milhão e meio de crianças.

Ele comentou que de janeiro até hoje a nação andina recebeu 15.728.250 inoculantes de cinco empresas farmacêuticas, com as quais quase nove milhões de pessoas com mais de 12 anos foram imunizadas com a primeira, segunda, terceira e uma única dose até terça-feira.

Arce destacou que em pouco mais de um mês mais de meio milhão de injetáveis foram administrados a adolescentes e alertou que a guarda não pode ser baixada, apesar da incidência consideravelmente menor de infecções e mortes, em comparação com estágios anteriores.

O presidente reconheceu que ainda há um grande número de pessoas a serem vacinadas e pediu aos que ainda não o fizeram que reflitam e assumam seu compromisso com a vida, a saúde e o país.

msm / jcd / fav

minuto por minuto
NOTAS RELACIONADAS
ÚLTIMO MINUTO
Logo Horizontal Prensa LAtina

© 2016-2021 Prensa Latina
Agência Latino-americana de Notícias

Rádio – Publicações – Vídeos – Notícias a cada minuto.
Todos os Rigts Reservados.

Rua E No 454, Vedado, Havana, Cuba.
Telefones: (+53) 7 838 3496, (+53) 7 838 3497, (+53) 7 838 3498, (+53) 7 838 3499
Prensa Latina © 2021.