20 de January de 2022
nombre generico prensa latina

notícia

nombre generico prensa latina
Bandera portugal
Edição Portuguesa

NOTICIAS

Pastores pela Paz: Cuba ilumina o caminho

Pastores pela Paz: Cuba ilumina o caminho

Havana, 26 nov (Prensa Latina) Cuba ilumina o caminho e voltaremos aos Estados Unidos para compartilhar o que aprendemos e incorporar o modelo que coloca as pessoas em primeiro lugar, asseguram hoje membros da organização inter-religiosa norte-americana Pastores por la Paz.
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email

Em declarações à Prensa Latina, Gail Walker, à frente do grupo de 72 ativistas que nas últimas duas semanas visitaram instituições da nação caribenha e conversaram com seus habitantes, qualificou como exitosos os dias vividos no território insular.

O diretor executivo da Fundação Inter-Religiosa para as Organizações Comunitárias-Pastores pela Paz, ratificou que Cuba não está só e exigiu o fim do bloqueio econômico, comercial e financeiro imposto por Washington à Havana há quase seis décadas, principal obstáculo ao desenvolvimento do país.

Da mesma forma, reafirmou o compromisso de continuar a organizar estas iniciativas e de regressar à maior ilha das Antilhas no próximo verão, por ocasião do 30º aniversário das caravanas.

Marissa Sánchez, do Partido do Socialismo e Libertação da cidade de Los Angeles, disse que vir “foi de grande impacto e de grande ajuda para continuar nos organizando e poder dizer: eu vi Cuba”.

Os cubanos sabem a diferença entre o governo dos Estados Unidos e as pessoas que lá vivem, lembrou.

David Chung, pertencente ao Fórum dos Povos na cidade de Nova York, destacou que foram “duas semanas incríveis, nas quais sentimos amor, compaixão, humanidade e, finalmente, vimos um país que prioriza seu povo e sua vida”.

Para Chris Hallis, também integrante da caravana, ele comentou que esses dias foram uma experiência que mudou sua vida e viu uma verdadeira democracia.

“Viemos com a compreensão da propaganda negativa norte-americana. Disseram que Cuba era um Estado falido, mas desde que aqui estivemos visitamos hospitais, escolas, ficamos sabendo que, apesar do bloqueio, o país resistiu e até criou vacinas contra a Covid-19 “, especificou.

“Vamos olhar para Cuba como a luz do mundo”, disse ele.

Peter Gilbert, membro do Partido Mundial dos Trabalhadores, confessou estar emocionado com a liberdade que se vê na ilha, o diálogo entre as diferentes estruturas da sociedade e o desejo de melhorar as condições de vida das pessoas.

Enquanto isso, Aisha Fields, membro do comitê central do Partido Africano Socialista no Estado do Alabama, denunciou o sistema capitalista e enfatizou como o país caribenho usa o potencial, recursos e habilidades das pessoas em benefício de seu povo e de outros países.

Dorlimar Lebrón, pastor da Igreja do Povo de Nova York, recordou os encontros com dirigentes de diversas igrejas, que informaram sobre seus programas e como contribuem para a sociedade.

“Continuaremos lutando com o povo cubano, construindo pontes de amor, irmandade e fraternidade, e dedicaremos maiores esforços para acabar com o bloqueio e normalizar as relações entre Cuba e os Estados Unidos”, afirmou.

Os ativistas contrastaram as realidades entre Cuba e seu país, e reconheceram como, enquanto aqui o número de infecções diminui, lá elas aumentam.

Eles também ficaram impressionados com o fato de que o governo caribenho está focado em cuidar de comunidades vulneráveis ​​e na construção de casas, enquanto no território do norte há crianças que não podem comer por falta de recursos ou falta de casa.

O pastor Raúl Suárez, diretor fundador do Centro Memorial Martin Luther King, insistiu que os visitantes durante sua estada até hoje valorizaram a cidade como ela é, sem arranjos ou manipulações, bem como conheceram as dificuldades do país, características e a decisão firme de continuar com a Revolução.

“Vocês são seguidores das caravanas, obra do reverendo norte-americano Lucius Walker e com o apoio do líder histórico Fidel Castro; temos certeza de que serão os mensageiros de nosso povo e que voltarão a Cuba”, disse.

mem / cgc / hb

minuto por minuto
NOTAS RELACIONADAS
ÚLTIMO MINUTO
Logo Horizontal Prensa LAtina

© 2016-2021 Prensa Latina
Agência Latino-americana de Notícias

Rádio – Publicações – Vídeos – Notícias a cada minuto.
Todos os Rigts Reservados.

Rua E No 454, Vedado, Havana, Cuba.
Telefones: (+53) 7 838 3496, (+53) 7 838 3497, (+53) 7 838 3498, (+53) 7 838 3499
Prensa Latina © 2021.