28 de November de 2021

NOTICIAS

Críticas ao recém-nomeado governo do Haiti

Críticas ao recém-nomeado governo do Haiti

Porto Príncipe, 25 nov (Prensa Latina) O ex- senador Steven Benoit criticou hoje o novo governo haitiano formado pelo primeiro-ministro Ariel Henry e o descreveu como uma "versão melhorada" do partido Tet Kale. Benoit, altamente crítico dos ex-presidentes Jovenel Moïse e Michel Martelly, que chegaram ao poder sob os auspícios de Tet Kale, disse quinta-feira no programa de rádio Magik 9, que o gabinete "é o mesmo regime que tem estado no poder desde 2011", disse ele.
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email

Segundo o líder do partido Entente (Accord), o político mais poderoso do Haiti desde 2011 é Martelly, que tem puxado os cordelinhos do país por uma década.

No dia anterior, Henry instalou oito novos ministros, como resultado do acordo de governança pacífica assinado por centenas de organizações sociopolíticas, e após a pressão de seus próprios aliados.

O neurocirurgião no cargo desde julho passado, após o assassinato de Moïse, assegurou que o executivo está encarregado de criar um ambiente seguro e estável para a adoção de uma nova constituição, a realização de eleições locais e presidenciais, e a restauração da lei e da ordem.

Pelo menos três dos novos nomeados já tinham experiência nessas pastas, com Nesmy Manigat retornando ao Ministério da Educação, Alex Larsen ao Ministério da Saúde e Rosemond Pradel repetindo na pasta de Obras Públicas, Transportes e Comunicações.

Novos nomes são incluídos, como o ex-senador Ricard Pierre como Ministro do Planejamento e Cooperação Externa, enquanto o ex-chefe dos haitianos que vivem no exterior, Jean Victor Généus, é o novo Ministro das Relações Exteriores.

mem/ane/bm

minuto por minuto
NOTAS RELACIONADAS
ÚLTIMO MINUTO

© 2016-2021 Prensa Latina
Agência Latino-americana de Notícias

Rádio – Publicações – Vídeos – Notícias a cada minuto.
Todos os Rigts Reservados.

Rua E No 454, Vedado, Havana, Cuba.
Telefones: (+53) 7 838 3496, (+53) 7 838 3497, (+53) 7 838 3498, (+53) 7 838 3499
Prensa Latina © 2021.