28 de November de 2021

NOTICIAS

Sucesso das vacinas cubanas contra Covid-19 em destaque

Cuba, Covid-19, vacunas, reconocimiento

Sucesso das vacinas cubanas contra Covid-19 em destaque

Washington, 24 nov (Prensa Latina) O compromisso de Cuba com as vacinas COVID-19 de produção própria está dando frutos, destacou hoje o site https://www.nature.com.
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email

Um artigo assinado por Sara Reardon na Nature, uma revista semanal internacional, com escritórios em várias cidades ao redor do mundo, destacou que os dados preliminares mostram que uma combinação de três doses das vacinas Soberana 02 é 92,4% eficaz em ensaios clínicos.

Quando a pandemia da Covid-19 começou, Cuba decidiu não esperar que o resto do mundo desenvolvesse vacinas. O embargo (bloqueio) econômico dos Estados Unidos contra o país, de 60 anos, que impede a exportação de produtos manufaturados na nação do norte, dificultaria a aquisição de medicamentos, segundo pesquisadores e autoridades, afirma o artigo.

“A melhor coisa para proteger nossa população era ser independente”, disse Vicente Vérez Bencomo, diretor-geral do Instituto Finlay de Vacinas de Havana.

Ao avaliar a eficácia dos imunógenos cubanos, a publicação destacou o caso da Soberana 02, do Instituto Finlay.

Acrescentou que “parece ser eficaz contra a variante Delta altamente transmissível do coronavírus SARS-CoV-2, que tem causado um aumento nas hospitalizações e mortes em todo o mundo e agora é responsável por quase todos os casos de Covid-19 em Cuba.”.

A Nature abordou o trabalho desenvolvido por cientistas cubanos no Centro de Engenharia Genética e Biotecnologia (CIGB) em Havana com Abdala, uma vacina de três doses, que apresentou 92% eficácia nos ensaios de fase III que incluíram mais de 48 mil participantes, mas os resultados completos ainda não foram publicados.

A jornalista especifica que nos estudos desenvolvidos no Instituto Finlay de Vacinas mostraram “uma eficácia semelhante a (vacina) fabricado pela Johnson & Johnson (J & J) em New Brunswick, New Jersey, e AstraZeneca em Cambridge, Reino Unido” e que os diretores do centro indicaram que podem produzir 10 milhões de doses de Soberana 02 por mês.

Vacinas à base de proteínas, como Soberana 02 e Abdala, podem ter algumas vantagens sobre outros tipos, disse Craig Laferrière, chefe de desenvolvimento de imunógenos da Novateur Ventures em Toronto, Canadá, que comparou a segurança e eficácia das injeções contra a COVID-19.

Ao contrário das vacinas de RNA mensageiro (mRNA) produzidas pela Pfizer, com sede em Nova York, e Moderna, com sede em Cambridge, Massachusetts, proteínas como a cubana não precisam ser mantidas em temperaturas extremamente baixas, o que facilita sua distribuição.

Laferrière também indicou que a droga cubana poderia “tem menos efeitos colaterais do que a AstraZeneca e vacinas J & J, que usam um adenovírus para introduzir nas células o gene para uma porção diferente de RBD e têm sido associados à formação de coágulos sanguíneos.” Para avaliar como as vacinas contra a Covid-19 à base de proteína podem mudar a pandemia, John Grabenstein, presidente da consultoria Vaccine Dynamics em Easton, Maryland, disse acreditar “que será uma adição útil para o mundo”.

Enquanto isso, assinala o artigo da Nature, Cuba segue com sua estratégia de desenvolver a vacina contra a Covid-19, além das mencionadas, Soberana 01 do Finlay e Mambisa do CIGB, que se encontram em fase de ensaios clínicos.

rgh/lb/cm

minuto por minuto
NOTAS RELACIONADAS
ÚLTIMO MINUTO

© 2016-2021 Prensa Latina
Agência Latino-americana de Notícias

Rádio – Publicações – Vídeos – Notícias a cada minuto.
Todos os Rigts Reservados.

Rua E No 454, Vedado, Havana, Cuba.
Telefones: (+53) 7 838 3496, (+53) 7 838 3497, (+53) 7 838 3498, (+53) 7 838 3499
Prensa Latina © 2021.