1 de December de 2021

NOTICIAS

Novo testemunho em julgamento contra o ex-prêmie israelense

Novo testemunho em julgamento contra o ex-prêmie israelense

Tel Aviv, 22 nov (Prensa Latina) Nir Hefetz, ex-assistente do ex-primeiro-ministro israelense Benjamin Netanyahu, testemunhou hoje contra seu ex-chefe em um dos três casos que a acusação desenvolve contra o político por abuso de poder, suborno e fraude .
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email

Em sua intervenção no Tribunal Distrital de Jerusalém, Hefetz afirmou que o proprietário da empresa de comunicações Bezeq, Shaul Elovitch, em 2014 forneceu a Netanyahu uma lista com os nomes daqueles que deveriam assumir o cargo de Oficial de Comunicações.

Elovitch estava muito preocupado com a nomeação porque essa posição deveria autorizar uma eventual fusão entre a Bezeq e a empresa de satélite YES, o que lhe traria milhões de dólares em lucros, disse ele.

De acordo com o depoimento, a lista do magnata das comunicações era chefiada por Netayahu, que acabou ocupando o cargo simultaneamente com o chefe do governo.

As declarações de Hefetz estão ligadas ao caso de quatro mil, no qual Netanyahu é acusado de beneficiar ilicitamente os interesses comerciais de Elovitch em troca de cobertura positiva no portal de notícias Walla.

Netanyahu leu o texto e pediu a sua secretária que marcasse um encontro com Elovitch.

Hefez garantiu que seu ex-patrão tinha conhecimento de todos os seus contatos e conversas com o empresário.

Durante sua audiência no tribunal em abril, Ian Yeshua, ex-diretor de Walla, afirmou que de 2014 a 2017 Netanyahu beneficiou ilegalmente os interesses de Elovitch e, em troca, este último forneceu ao político de extrema direita e sua família uma cobertura positiva no site, e até permitiu a ele para ditar a política editorial regularmente.

Netanyahu, que perdeu o poder em junho passado, foi o primeiro chefe de governo na história de Israel a ser processado enquanto estava no cargo.

Em um caso separado do de seu marido, em 2019 Sara Netanyahau chegou a um acordo com a promotoria e se declarou culpada de contravenção para evitar ser julgada por fraude.

gás/roubar/glmv

minuto por minuto
NOTAS RELACIONADAS
ÚLTIMO MINUTO

© 2016-2021 Prensa Latina
Agência Latino-americana de Notícias

Rádio – Publicações – Vídeos – Notícias a cada minuto.
Todos os Rigts Reservados.

Rua E No 454, Vedado, Havana, Cuba.
Telefones: (+53) 7 838 3496, (+53) 7 838 3497, (+53) 7 838 3498, (+53) 7 838 3499
Prensa Latina © 2021.