2 de December de 2021

NOTICIAS

Nicarágua recebe apoio internacional após anúncio de saída da OEA

Nicarágua recebe apoio internacional após anúncio de saída da OEA

Manágua, 20 nov (Prensa Latina) A Nicarágua recebe hoje numerosos sinais de apoio de dirigentes e organizações nacionais e estrangeiras, a partir do anúncio de sua saída da Organização dos Estados Americanos (OEA), devido às políticas intervencionistas assumidas naquele foro regional.
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email

A União dos Estudantes da Nicarágua e a Federação dos Estudantes do Secundário rejeitaram as ações intervencionistas do mecanismo político, apoiaram as determinações assumidas pelos poderes do Estado e exigiram o respeito absoluto pela democracia plena e participativa do povo.

Segundo os estudantes, a maioria dos filhos da pátria de Rubén Darío e Augusto C. Sandino ratificou a Frente Sandinista de Libertação Nacional (FSLN) nas últimas eleições gerais e reconheceu como a OEA, a partir de resoluções arbitrárias, pretende isolar a Nicarágua.

Por sua vez, o presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, saudou a denúncia do país centro-americano sobre a carta de fundação do chamado “ministério das colônias” e o início formal de seu processo de retirada definitiva “daquele instrumento fracassado dos Estados Unidos. governo intervir nos assuntos internos “.

O primeiro presidente aludiu à prática continuada e servil do secretário-geral daquela entidade, Luís Almagro, que esbanjou os últimos vestígios de esperança pela renovação daquela, a seu ver, organização insepultada, nascida como reflexo da Doutrina Monroe de a chantagem, ameaças e extorsão.

O ex-presidente da Bolívia, Evo Morales, reconheceu a determinação de Manágua em deixar a OEA, espaço golpista e ferramenta que promove o racismo, o fascismo e o imperialismo de Washington nos territórios da América Latina e do Caribe.

A partir de seu perfil na rede social Twitter, Bruno Rodríguez Parrilla, Ministro das Relações Exteriores de Cuba, expressou, em nome de seu país, o apoio à posição firme e digna da Nicarágua, em resposta às manobras e atos violadores desse fórum.

Nesta sexta-feira, o ministro das Relações Exteriores da Nicarágua, Denis Moncada, enviou uma carta de denúncia a Luis Almagro, na qual alerta sobre a promoção e defesa de seu país no respeito aos princípios norteadores do Direito Internacional e da Carta das Nações Unidas, em especial a igualdade soberana entre os Estados e a não ingerência.

Moncada também reconheceu o apego da nação a questões como a abstenção do uso da força, ameaças e a não imposição de medidas unilaterais, ilegais e coercitivas, elementos que devem ser cumpridos pela OEA, embora os ignore e transgrida continuamente irresponsável.

msm / dgh /ml

ÚLTIMO MINUTO

© 2016-2021 Prensa Latina
Agência Latino-americana de Notícias

Rádio – Publicações – Vídeos – Notícias a cada minuto.
Todos os Rigts Reservados.

Rua E No 454, Vedado, Havana, Cuba.
Telefones: (+53) 7 838 3496, (+53) 7 838 3497, (+53) 7 838 3498, (+53) 7 838 3499
Prensa Latina © 2021.