28 de November de 2021

NOTICIAS

Partido Trabalhista Guatemalteco condena o bloqueio contra Cuba

Partido Trabalhista Guatemalteco condena o bloqueio contra Cuba

Guatemala, 19 nov (Prensa Latina) O Partido Trabalhista da Guatemala (PGT) condenou hoje o bloqueio dos EUA contra Cuba e suas medidas de coação política.
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email

A organização considerou falso o discurso do presidente americano Joe Biden, que perante a Assembleia Geral das Nações Unidas disse ser a favor do multilateralismo e da cooperação na luta contra a Covid-19 global, enquanto ao mesmo tempo ditava novas sanções e lançava um golpe suave para derrubar o legítimo governo cubano.

O PGT lembrou que, além de aprofundar as decisões de seu antecessor Donald Trump para apertar o cerco econômico e comercial, isto se estendeu à esfera da saúde em um momento em que a pandemia estava afetando a população cubana com o objetivo de impedi-la de comprar os suprimentos necessários para combater a crise sanitária.

“Com o bloqueio como marco da política criminosa contra Cuba, o império do Norte vem financiando fundações terroristas que, em conluio com senadores de direita e grupos anticomunistas naquele país e dentro da ilha, promovem ações de desestabilização”, denunciou a organização política.

Também apontou que as empresas de informação do imperialismo, assim como empresas como Twitter e Facebook, tornaram-se parte dos dispositivos para criar um imaginário global sobre uma suposta situação de repressão do governo contra aqueles que clandestinamente chamaram para se mobilizar em 15 de novembro.

“Um falso imaginário, já que esta mobilização nunca aconteceu, então os meios de comunicação de massa imperialistas não tinham fatos a cobrir e se dedicaram a difamar a ação do governo contra um pequeno grupo de lacaios cujo objetivo era claramente a desestabilização social”, apontou o PGT.

Em sua opinião, este novo fracasso provocou estes grupos contrarrevolucionários e terroristas, especialmente aqueles localizados em Miami, a reagir com discursos e práticas fascistas, marcados pelo ódio anticomunista e contra qualquer pessoa, cubana ou não, que se expresse a favor da Revolução.

Diante das conquistas da ilha, como a criação de três vacinas contra a Covid-19 e o enorme progresso na imunização de sua população, eles estão furiosos e não encontram onde esconder suas cabeças diante de uma rebelião que nunca aconteceu, o PGT apontou em sua mensagem de apoio à Revolução.

“O povo cubano não apenas não os escuta, mas os rejeita em seu objetivo de destruir o que construíram com tanto trabalho, compromisso, convicção e solidariedade por mais de sessenta anos de revolução”, diz a declaração.

mem/mmc/bm

minuto por minuto
NOTAS RELACIONADAS
ÚLTIMO MINUTO

© 2016-2021 Prensa Latina
Agência Latino-americana de Notícias

Rádio – Publicações – Vídeos – Notícias a cada minuto.
Todos os Rigts Reservados.

Rua E No 454, Vedado, Havana, Cuba.
Telefones: (+53) 7 838 3496, (+53) 7 838 3497, (+53) 7 838 3498, (+53) 7 838 3499
Prensa Latina © 2021.