12 de August de 2022
nombre generico prensa latina

notícia

nombre generico prensa latina
Bandera portugal
Edição Portuguesa

NOTICIAS

Exigem do Governo do Brasil ajuda para o povo indígena Yanomami

Exigem do Governo do Brasil ajuda para o povo indígena Yanomami

Brasília, 16 nov (Prensa Latina) A promotoria de Roraima exigiu que o Ministério da Saúde reforçasse seu plano de ajuda aos indígenas Yanomami diante da precária situação que hoje vive com crianças desnutridas e doenças.
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email

O Ministério Público Federal na divisão territorial recomendou à carteira um plano de reestruturação da atenção básica que possa reverter tal quadro e deu prazo de 90 dias para a resposta e, caso isso não ocorresse, foi sugerida intervenção. “Um plano de reestruturação, portanto, em até 90 dias, sob pena de intervenção do Ministério da Saúde no distrito Yanomami”, disse o procurador Alisson Marugal.

Indicou isso seja com a nomeação de gestores capazes de buscar a reestruturação da saúde Yanomami ou estar defendendo essas competências e sendo o próprio Ministro da Saúde exercendo sua função de fiscalizador e executor desta política. A petição surgiu depois que o programa Fantástico da Rede Globo exibiu imagens de crianças Yanomami doentes, desnutridas e sem atendimento médico em comunidades abandonadas pelo governo no meio da floresta amazônica.

A equipe de repórteres passou duas semanas dentro da Terra Yanomami, maior reserva indígena do Brasil, e encontrou um cenário desolador.

Na avaliação de Marugal, a situação atual dos índios Yanomami doentes reflete “a evidente falta de assistência básica”.

“Em menos de dois anos, foram investidos mais de 150 milhões de reais (pouco mais de 27 milhões de dólares) em saúde (Yanomami) e o que temos observado é a piora dos indicadores de saúde: mortalidade infantil, desnutrição, malária”, disse o procurador apontou.

Anteriormente, o senador Randolfe Rodrigues publicou em uma rede social que vai recorrer ao Supremo Tribunal Federal para que o governo do presidente Jair Bolsonaro “cumpra seu dever com as populações indígenas, especialmente e principalmente neste momento, com o povo Yanomami”.

De acordo com o portal de notícias G1, garimpeiros ilegais destroem a floresta amazônica em busca de ouro, enquanto os nativos, que vivem em comunidades geograficamente isoladas e de difícil acesso, sofrem com a falta de assistência médica.

Com mais de 370 aldeias e quase 10 milhões de hectares que se estendem por Roraima, fronteira com a Venezuela e a Amazônia, a reserva Yanomami enfrenta problemas tão grandes quanto sua extensão territorial.

O G1 alerta que, no total, são 28 mil indígenas que vivem isolados geograficamente em comunidades de difícil acesso, mas que, em sua maioria, sofreram alguma intervenção externa, com ocupação de não indígenas, como garimpeiros, estimada em 20 mil.

mem / ocs / hb

minuto por minuto
NOTAS RELACIONADAS
ÚLTIMO MINUTO
Logo Horizontal Prensa LAtina

© 2016-2021 Prensa Latina
Agência Latino-americana de Notícias

Rádio – Publicações – Vídeos – Notícias a cada minuto.
Todos os Rigts Reservados.

Rua E No 454, Vedado, Havana, Cuba.
Telefones: (+53) 7 838 3496, (+53) 7 838 3497, (+53) 7 838 3498, (+53) 7 838 3499
Prensa Latina © 2021.